Connect with us

destaque

Rifa de programa sexual é investigada pela polícia em Minas Gerais

Publicado

on

Uma rifa de R$ 20, cujo prêmio para o sorteado seria um programa sexual com duas “acompanhantes dos sonhos”, com o motel incluído foi divulgada nas redes sociais em Janaúba, no Norte de Minas Gerais.

Depois de tornar um “sucesso de vendas”, a “rifa dos sonhos” virou caso de polícia, sendo aberto um inquérito policial para investigar o caso. O sorteio, que estava marcado para 12 de outubro, foi suspenso. Duas pessoas já foram ouvidas pela polícia e as investigações continuam em andamento.

O inquérito foi instaurado pela delegada Gessiane Soares Cangussu, da Delegacia de Crimes contra a Mulher de Janaúba. Ela diz que, se vierem a ser considerados culpados, os promotores da rifa poderão cumprir pena.

“A prostituição por si só não é crime. Mas, no meu entendimento, neste caso, pode ter ocorrido o crime de favorecimento à prostituição, previsto no Código Penal Brasileiro, que trata do crime da pessoa tirar proveito da prostituição alheia”, afirma a delegada.

Gessiane ressalta que a prática pode resultar em pena de um a quatro anos de prisão e multa. “Ninguém rifa pessoas. Pessoas não são mercadorias para serem rifadas. Estavam rifando uma atividade sexual contra os bons costumes e a moral pública”, acrescentou.

A delegada ouviu o depoimento de uma blogueira da cidade que fez a divulgação da “rifa dos sonhos” no Instagram. Conforme Gessiane, a mulher negou envolvimento na realização do “sorteio”, alegando que apenas recebeu o pagamento pela divulgação da rifa: primeiro, R$ 300,00, e depois, mais R$ 200,00, “tendo em vista que a vendagem foi muito boa”.

Inicialmente, teriam sido lançados 500 bilhetes da “rifa dos sonhos”. Com o sucesso de vendas, teria sido lançado um “segundo lote”, com mais 200 cupons. A delegada Gessiane identificou e ouviu também um homem que teria solicitado a divulgação da rifa.

Contudo, ao prestar depoimento na delegacia, o suspeito negou ser o autor do sorteio, declarando que o idealizador da rifa é um outro homem de Janaúba, o que está sendo investigado pela polícia.

Segundo Gessiane, o mesmo homem disse que o sorteio do programa sexual foi idealizado com objetivo de “levantar renda para pessoas carentes da região”.

Com informações do Estado de Minas

Noticias 24 horas por dia siga nossa rede social a baixo : 

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram 

Publicidade

PUBLICIDADE

Publicidade

Próximos Eventos

Nenhum evento encontrado!

COLUNISTA VARIEDADES

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade

MAIS VISTOS

error: O conteúdo está protegido !!