Connect with us

destaque

Morador de Araújos é morto com tiro no pescoço ao cobrar divida no MS

Publicado

on

O vendedor Júlio César da Silva, 51 anos, foi assassinado com tiro no pescoço ao cobrar uma dívida de R$ 1 mil, no bairro Jardim São Conrado, em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Júlio residia em Araújos/MG e estava na cidade onde foi morto a trabalho há apenas 15 dias.
Júlio César trabalhou por muito tempo em uma funerária do município de Araújos e era muito conhecido no município como Júlio Caixão, segundo a família. Há quatro anos como vendedor, a vítima viajava o Brasil comercializando produtos, como maquiagem, lingerie, artigos de sex shop e rasteirinhas.
A vítima foi atingida por um tiro no pescoço e chegou a dirigir por quatro quadras e meia, até que não resistiu e morreu, parando o carro (Chevrolet Cobalt) em frente a uma casa, na rua General Walter Gustavo Escheneek.
Segundo informado, o outro vendedor, Rodolfo Antônio Martins, 33 anos, que acompanhava Júlio, foi ferido a coronhadas na cabeça.
Um dos suspeitos pelo crime é um homem de 31 anos, que tem passagem pela polícia por roubo e segue foragido.
A cobrança que culminou no homicídio e agressão dos vendedores ocorreu no fim da tarde de sábado (18). (O PopularNS)

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade
error: O conteúdo está protegido !!