Connect with us

destaque

Funcionária pública é suspeita de desvio de mais de R$ 300 mil de escola

Publicado

on

Uma funcionária pública, de 43 anos, foi alvo da operação “Quadro Negro”, deflagrada pela Polícia Civil (PC) nessa quinta-feira (30), em Lagamar/MG, na região Noroeste do estado. Os trabalhos tiveram o objetivo de cumprir mandados de busca e apreensão em desfavor da mulher que é suspeita da prática do crime de peculato. Em tese, a investigada teria desviado mais de R$ 300 mil da Escola Estadual Américo Alves, em Lagamar.

As investigações, segundo a PC, foram iniciadas após a Secretaria Regional de Ensino e a direção da escola informarem a respeito de incoerências nas prestações de contas referentes ao período de 2016 a 2022. Foi apurado preliminarmente que a suspeita, em tese, valendo-se da facilidade de acesso às contas bancárias do estabelecimento de ensino, teria subtraído da Caixa Escolar – responsável pelos pagamentos de despesas e licitações – o dinheiro ao efetuar transferências para contas pessoais e realizar pagamentos em nome dela.

Diante da suspeita do crime de peculato, a Polícia Civil representou ao Poder Judiciário por medidas cautelares, sendo expedidos mandados de busca e apreensão para imóveis da investigada.

Durante o cumprimento das buscas, a PC apreendeu computadores, boletos, comprovantes de transferências bancárias, aparelhos celulares, folhas de cheque em branco assinadas, notas fiscais, documentação de licitações e atas – todos esses documentos em nome da Caixa Escolar da Escola Estadual Américo Alves.

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade

contato@diviweb.com.br / 37 - 3213-0334

error: O conteúdo está protegido !!