Connect with us

destaque

Covid-19: leitos intermediários terão suporte ventilatório pulmonar

Publicado

on

Neste momento, o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco; o secretário de Atenção Especializada à Saúde, Luiz Otávio Franco Duarte; a assessora da Coordenação Geral de Atenção Hospitalar e Domicílio, Mariana Borges; a secretária substituta da Secretaria de Atenção Primária à Saúde, Daniela Ribeiro; a secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, Mayra Pinheiro; a secretária substituta de Atenção Primária, Daniela Ribeiro; e o diretor do Departamento de Gestão da Educação na Saúde, Hélio Angotti Neto; participam de entrevista, no Palácio do Planalto,sobre assistência à covid-19.

Ministério da Saúde autorizou habilitação de leitos de suporte ventilatório pulmonar. A medida é temporária, válida por 30 dias, para atendimento exclusivo para covid-19. São leitos intermediários para pacientes que ainda não evoluíram para estado grave, mas necessitam de um suporte de oxigênio.

Ministério da Saúde também anunciou a ampliação de orientações para o uso de medicamentos para crianças e gestantes com diagnóstico da covid-19.

Acompanhe ao vivo

De acordo com o levantamento do Ministério da Saúde, o Brasil acumula 867.624 casos confirmados da doença e 43.332 mortes foram registradas. Os casos recuperados somam 388.492. 

O Instituto Estadual de Hematologia Arthur de Siqueira Cavalcanti (Hemorio), vinculado à Secretaria estadual de Saúde, liberou  resultados  de uma pesquisa inédita que aponta crescimento na presença de anticorpos entre a população do estado. Os dados – analisados em parceria com pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj)  – indicam que 28% dos doadores de sangue que estiveram no instituto nas duas últimas semanas já desenvolveram anticorpos contra a covid-19. A taxa era de apenas 4% nas primeiras semanas de abril.

O diretor do Hemorio, Luiz Amorim,considera os dados importantes para um mapeamento da evolução da doença e afirma que os testes seguirão até o fim da pandemia. Segundo ele, “os doadores de sangue podem ser considerados uma população sentinela, que possibilita acompanhar a curva da doença. Surpreendentemente, um número considerável de doadores já tem anticorpos contra o novo coronavírus, o que pode refletir a realidade da população em geral”, afirmou.

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Publicidade

PUBLICIDADE

Publicidade

Próximos Eventos

Nenhum evento encontrado!

COLUNISTA VARIEDADES

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade

MAIS VISTOS

error: O conteúdo está protegido !!