Connect with us

Brasil

Brasil – Pai confessa que torturava filho com choques e sessões de afogamento em Goiânia

Publicado

on

Imagens feitas pela corporação mostram que o menino, que é de Goiânia, foi resgatado com ferimentos por todo o corpo, principalmente nas costas e nas unhas. (Foto: reprodução)

Sessões com choques e afogamento. Isso era o que fazia um jovem, de 25 anos, preso acusado de espancar o filho, uma criança de oito anos. De acordo com a Polícia Civil, ele confessou os crimes nesta terça-feira (08) e ainda revelou que cometia as agressões quando ficava bêbado.

magens feitas pela corporação mostram que o menino, que é de Goiânia, foi resgatado com ferimentos por todo o corpo, principalmente nas costas e nas unhas, que, de acordo com a polícia, eram arrancadas pelo investigado.

“Ele alegou que era porque ele bebia muita cachaça e que se transformava em outra pessoa e quebrava tudo que via pela frente, inclusive o garoto. Ele espancava o garoto de todas as formas possíveis”, disse o delegado Wesley da Silva, responsável pelo caso.

Prisão do jovem 

A prisão do suspeito aconteceu nesta segunda-feira (7), em cumprimento a um mandado de prisão preventiva. Conforme o delegado, o caso começou a ser investigado depois que a avó materna do garoto fez uma denúncia.

A mulher recebeu o neto para passar uns dias em sua casa depois de o pai dele sofrer um acidente e acabou percebendo que o menino estava sendo agredido.

Sessões intensas de torturas contra o filho

Após o laudo da perícia, constatou-se que o suspeito submetia o filho a intensas sessões de crueldade, ocasionando sofrimento físico e mental à criança. “O Instituto Médico Legal, em análise, entendeu que as agressões estavam visíveis e pontuou que tudo foi praticado com requintes de crueldade”, relatou o delegado.

Em depoimento, o menino relatou que o pai o agredia de diversas formas, entre elas fazendo o uso de choques elétricos, sessões de afogamento e pisões no pescoço.

“Inicialmente, a criança relatou que seu pai começou a agredi-la com um fio de energia. Com o tempo, ele começou a descascar esse fio, ligar na tomada e encostar no corpo da criança, causando queimaduras”, contou o delegado.

Além disso, relatos do garoto revelam que ele chegava a ser acordado na madrugada, quando seu pai pegava um balde com água, o afogava e, depois, o agredia com pedaços de fio.

Não suficiente, o delegado ainda contou que o pai jogava o filho no chão e pisava em seu pescoço e em sua cabeça e depois disso pegava um alicate, abria sua boca e puxava sua língua com o instrumento.

Por fim, o delegado informou que as agressões começaram no ano passado. O pai foi encaminhado ao presídio após ser detido e vai responder pelo crime de tortura. Já a criança está sob a tutela da avó materna, que foi quem denunciou o caso.

Brasil 123

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg
Publicidade

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade