Connect with us

Colunistas

VITIMAS DE IBIRITÉ E REGIÃO DENUNCIA EMPRESA DE CONFECÇÕES QUE APLICA GOLPE PELA INTERNET

Publicado

on

Um grupo de pessoas de Ibirité e região denunciaram uma empresa que atuava na internet com venda de roupas destinadas ao público evangélico, a página MOVASE44 com mais de 8 mil seguidores e inúmeras postagens divulgava as peças e promoções e o contato era feito pelo direct ou pelo WhatsApp. As vítimas chegaram a efetuar uma compra no valor de R$ 1.887,30 reais e só perceberam que tinham caído no golpe quando já tinha passado 30 dias da compra e a empresa não concluía a data do envio, de acordo com as vítimas foram várias tentativas de conversa, pediram a devolução do dinheiro mas, a empresa sempre dizia que a confecção estava atrasada. Uma das responsáveis pela compra M. R. S 37 anos fez o boletim de ocorrência, mas não conseguiu reaver o dinheiro perdido.

A empresa com endereço de Sarandi-PR possuía CNPJ, número de celular e o nome do proprietário e seu CPF o que não causou desconfiança as vítimas, pois frequentemente havia postagens do momento da confecção, do escritório e até mesmo das peças embaladas para o envio, a página inicial desta empresa foi desativada, entretanto foi criada uma nova página SEMPREMOVASE –MOVASE44 e continua ativa, tentamos entrar em contato para simular uma compra mas eles não respondem.

Descobrimos outras pessoas de vários estados do Brasil que também caíram no golpe desta empresa, ao todo já foram mais de 22 pessoas vítimas, foi criado um grupo no WhatsApp para que as vítimas compartilhem informações sobre os processos que foram abertos contra essa empresa, todas as vítimas tiveram contato com o suposto proprietário Bruno da Silva Barbeiro que simplesmente não responde mais as mensagens.

Assim como a empresa citada acima várias outras estão no mundo digital utilizando desse terreno para esse tipo de fraude, estelionatários que se escondem atrás de um CNPJ e nomes fictício para aplicar golpes. Com o crescimento do comercio digital e durante a pandemia do novo corona vírus houve também um aumento nas compras feitas pela internet, para evitar cair em um golpe é importante seguir algumas dicas:

Desconfie de promoções boa demais e ofertas muito atrativas. Confira a reputação da empresa, sites como Reclame Aqui e o próprio PROCON são fontes confiáveis para checar se já existem reclamações contra a empresa

Fique atento as formas de pagamento oferecidas, empresas que só vendem via boleto bancário costumam ser menos seguros.

Publicidade

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade
error: O conteúdo está protegido !!