Connect with us

destaque

Vale anuncia prorrogação do Auxílio Emergencial em Minas Gerais

Publicado

on

A mineradora Vale do Rio Doce anunciou nesta terça-feira (1) a prorrogação do Auxílio em dinheiro para as famílias atingidas pelo deslizamento da barragem de Brumadinho. O acidente aconteceu ainda em 2019 e matou centenas de trabalhadores.

Com a decisão, essas famílias irão passar a receber o benefício até o próximo mês de agosto. De acordo com a Vale esse é o limite máximo de tempo para os repasses. Logo depois disso, a mineradora vai passar a pagar uma espécie de transferência de renda de forma fixa.

“Finalizado este prazo, a Vale depositará, em juízo, o valor referente ao acordado para o Programa de Transferência de Renda, deduzidos os valores dos pagamentos emergenciais e seus custos operacionais a partir de junho de 2021”, disse a empresa por meio de uma nota.

“A partir de então, a utilização dos recursos e a operacionalização dos pagamentos pelo Programa de Transferência de Rendas ficarão a cargo das instituições de justiça”, completou a empresa na nota em questão. Eles estão no meio de uma grande polêmica em relação aos auxílios para essas pessoas.

De acordo com as informações oficiais, esse acordo aconteceu depois de muita conversa entre os membros da Vale, do Governo do estado de Minas Gerais e de representantes de vários setores da Justiça do Trabalho. Ainda não dá para saber mais informações sobre essa prorrogação.

Brumadinho

O rompimento da barragem de Brumadinho aconteceu no último dia 25 de janeiro de 2019. De acordo com as informações dos agentes de segurança do estado de Minas Gerais, 260 pessoas morreram e outras 10 ainda estão desaparecidas desde o dia do desastre.

A grande maioria dessas pessoas que morreram estavam trabalhando no exato momento do rompimento da barragem. Até por isso, técnicos acreditam que este caso se tratou do maior acidente de trabalho da história do Brasil. O tamanho do prejuízo para as famílias parece ser incalculável.

Até por isso, essas famílias seguem fazendo pressão para tentar chamar atenção da Vale do Rio Doce. Eles querem que os pagamentos do auxílio sigam acontecendo principalmente porque o rompimento acabou modificando com a lógica natural da região. Assim, muita gente que trabalhava com pesca e caça, por exemplo, perdeu a renda.

Auxílio

De acordo com as informações da própria Vale do Rio Doce, cerca de 100 mil pessoas estão recebendo esse auxílio emergencial na região de Brumadinho atualmente. O valor para todos os casos é até um salário mínimo por adulto. No entanto, esse montante varia de acordo com a região em que o cidadão vive.

Esses mineiros deverão seguir recebendo esse dinheiro portanto até o próximo mês de agosto. Logo depois, eles passam a receber um outro tipo de bolsa, dessa vez de forma definitiva. No entanto, pouco se sabe ainda sobre a situação desse novo auxílio da Vale.

Esse é um caso que provoca muita polêmica até hoje em Minas Gerais. É que de acordo com as informações da Justiça, há uma grande confusão sobre as responsabilidades desses pagamentos. Há quem diga, por exemplo, que o Governo do Estado deveria ajudar. No entanto, a tendência é que essa discussão ainda vá seguir por algum tempo.

FONTE: NOTÍCIAS CONCURSOS

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg
Publicidade

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade
error: O conteúdo está protegido !!