Connect with us

destaque

Termômetros podem atingir temperatura de 44° em cidades mineiras, entenda o motivo do calor intenso

Publicado

on

Em Divinópolis e nas cidades do Centro-Oeste, os termômetros podem registrar temperaturas próximas a 40°C, conforme alerta emitido pelo Sistema de Meteorologia e Recursos Hídricos de Minas Gerais (Simge). O calor intenso, que se estende por vários dias, traz não apenas desconforto, mas também apresenta potenciais riscos à saúde e ao meio ambiente.

O Simge prevê que o calor intenso persistirá por mais dias, afetando todos os 853 municípios mineiros. Em Divinópolis e nas cidades do Centro-Oeste, a máxima pode atingir quase 40°C até sexta-feira (17/11), conforme informações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Apesar disso, há a possibilidade de chuva durante a noite. No entanto, as regiões do Triângulo, Noroeste, Central e Norte de Minas serão as mais impactadas, com previsão de temperaturas máximas variando de 39°C a 44°C.

A persistência do calor intenso em Minas Gerais, com temperaturas que podem atingir 44°C, está relacionada a uma onda de calor que afeta principalmente o Sudeste e o Centro-Oeste do Brasil. Esta condição ocorre em um período do ano em que geralmente a estação chuvosa já está estabelecida, e as nuvens desempenham um papel crucial no controle das temperaturas. A ausência dessas nuvens, conforme explicado pela meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia, intensifica os efeitos desse fenômeno climático.

Durante o veranico, caracterizado pela falta de chuvas nesta época do ano, a ausência de nuvens propicia uma elevada incidência de radiação na superfície, resultando no aumento significativo das temperaturas, como observado atualmente.

A configuração de baixas pressões, comum nesta fase do ano, abrange grande parte do país. No entanto, em médios níveis da atmosfera, há uma circulação de alta pressão que impede o desenvolvimento das nuvens de chuva, contribuindo para o aquecimento adicional da atmosfera.

A meteorologista destaca que essa condição de calor intenso pode persistir até o próximo fim de semana em várias áreas do país, incluindo Rio de Janeiro, Minas Gerais, oeste de São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins, sul do Piauí, oeste da Bahia, Centro-Norte do Paraná, Rondônia, sudeste do Amazonas e sul do Pará.

Embora estejamos em um ano de El Niño, caracterizado pela irregularidade na estação chuvosa, não há, por enquanto, previsão iminente de outra onda de calor. No entanto, destaca-se que esse fenômeno pode ocorrer durante a estação chuvosa se houver um veranico, mas no momento não há perspectivas de sua ocorrência tão breve.

Receba as reportagens do Portal DIVIWEB em primeira mão através do nosso grupo de WhatsApp

👉https://chat.whatsapp.com/E1DLuvdmouqIGPz6d63jSK

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade

contato@diviweb.com.br / 37 - 3213-0334

error: O conteúdo está protegido !!