Connect with us

destaque

Quase meio milhão estão na fila de espera para perícia do INSS

Publicado

on

Quase meio milhão de pessoas estão neste exato momento na fila de espera do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). São brasileiros que estão esperando para realizar a chamada perícia médica. É esse o procedimento que vai definir se o cidadão tem ou não o direito de receber o auxílio-doença.

Estar nesta fila pode acabar sendo um teste de paciência para muita gente. Acontece que de acordo com o próprio INSS, a média de tempo de espera hoje está na casa dos 39 dias. No entanto, de acordo com a Federação dos Servidores da Previdência Social, essa demora pode ser muito maior em alguns lugares e pode chegar até a cinco meses.

Esse é de fato um grande problema para essas pessoas. Acontece que o cidadão que dá entrada na perícia fica sem muitas opções neste meio tempo enquanto não consegue fazer o processo. É que neste período ele não recebe nem os valores dos pagamentos do auxílio e nem o salário da empresa. Isso porque ele está afastado.

Nas redes sociais, muita gente está reclamando da situação. “Eu estou há dois meses sem receber absolutamente nada. Não ganho Auxílio Emergencial, nem o salário da empresa e nem consigo fazer a perícia do INSS. Vou viver de quê?”, questionou um trabalhador em um comentário em um post do Instituto no Twitter.

De acordo com o INSS, a direção da autarquia está trabalhando para tentar diminuir esse tempo médio da fila de espera. De acordo com eles, a situação acabou piorando justamente por causa da pandemia do novo coronavírus. No entanto, eles afirmam que estão realizando procedimentos para tentar melhorar a situação.

Projeto piloto do INSS

Segundo o INSS, há neste momento a implantação de uma espécie de projeto piloto para tentar diminuir o tamanho dessa fila. A ideia é estabelecer uma série de metas entre os funcionários para que eles se estimulem a trabalhar mais.

Hoje, ainda de acordo com as informações da autarquia, esses funcionários cumprem metas que possuem relação com o tempo de serviço. Agora, a ideia é premiar aqueles que conseguem concluir mais trabalhos neste sentido.

Existem algumas críticas em relação ao projeto em questão. No entanto, a ideia do INSS é apenas testar ele em poucas agências para só depois, em caso de acerto, colocar ele em todos os lugares do país.

Funcionários

Especialistas em direito previdenciário afirmam, no entanto, que o problema é um pouco maior. É que o Instituto vem sofrendo com a falta de funcionários nos últimos anos. E é uma perda de fato considerável.

De acordo com o próprio INSS, eles perderam cerca de 22 mil servidores nos últimos anos. A falta de concursos públicos e a saída de funcionários que se aposentam é responsável por esse fato. E isso atrapalha no atendimento ao público.

Para esses especialistas, é muito difícil que o INSS consiga diminuir a fila e o tempo médio de espera sem a contratação de novos profissionais. Os diretores do instituto afirmam que estão estudando a possibilidade de viabilizar novos concursos públicos.

Notícias Concursos

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg
Publicidade

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade