Connect with us

Brasil

Prorrogação: Qual a data do pagamento do auxílio emergencial? Tire as suas dúvidas

Publicado

on

A prorrogação do auxílio emergencial 2021 é oficial e foi divulgada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, no dia 5 de julho, tendo sido publicada no Diário Oficial a Medida Provisória (MP) 1.056/2021, que abre crédito extraordinário de R$ 20,2 bilhões para honrar com o pagamento complementar do benefício. Com isso, vêm os questionamentos: qual a data do pagamento do auxílio emergencial? Confira aqui.

A saber, a extensão do auxílio 2021 contemplará o pagamento de 3 novas parcelas, que serão realizados nos meses de agosto, setembro e outubro.

O calendário completo de créditos e saques para trabalhadores informais deve sair nos próximos dias, de acordo com o Ministério da Cidadania.

No entanto, os beneficiários do Bolsa Família, já podem consultar as datas dos pagamentos das três parcelas adicionais, que vão de 18 de agosto a 29 de outubro. Isso é possível porque as datas são as mesmas em que os beneficiários receberiam o pagamento pelo programa, seguindo a regra dos 10 últimos dias úteis de cada mês, conforme o dígito final do Número de Identificação Social (NIS).

Sendo assim, vamos acompanhar a data de pagamento do auxílio emergencial para o grupo do Bolsa Família

Pagamento do auxílio emergencial para o Bolsa Família

Como mencionado, é possível no momento definir o calendário da prorrogação do auxílio emergencial apenas para aqueles que participam do Bolsa Família. O novo calendário para os demais beneficiários deve ser divulgado nos próximos dias.

Calendário da 5ª parcela para Bolsa Família

  • NIS final 1 – 18 de agosto
  • NIS final 2 – 19 de agosto
  • NIS final 3 – 20 de agosto
  • NIS final 4 – 23 de agosto
  • NIS final 5 – 24 de agosto
  • NIS final 6 – 25 de agosto
  • NIS final 7 – 26 de agosto
  • NIS final 8 – 27 de agosto
  • NIS final 9 – 30 de agosto
  • NIS final 0 – 31 de agosto

Calendário da 6ª parcela para Bolsa Família

  • NIS final 1 – 17 de setembro
  • NIS final 2 – 20 de setembro
  • NIS final 3 – 21 de setembro
  • NIS final 4 – 22 de setembro
  • NIS final 5 – 23 de setembro
  • NIS final 6 – 24 de setembro
  • NIS final 7 – 27 de setembro
  • NIS final 8 – 28 de setembro
  • NIS final 9 – 29 de setembro
  • NIS final 0 – 30 de setembro

Calendário da 7ª parcela para Bolsa Família

  • NIS final 1 – 18 de outubro
  • NIS final 2 – 19 de outubro
  • NIS final 3 – 20 de outubro
  • NIS final 4 – 21 de outubro
  • NIS final 5 – 22 de outubro
  • NIS final 6 – 25 de outubro
  • NIS final 7 – 26 de outubro
  • NIS final 8 – 27 de outubro
  • NIS final 9 – 28 de outubro
  • NIS final 0 – 29 de outubro

Quem pode receber?

É preciso atender os seguintes requisitos para receber o novo auxílio:

  • Ter recebido o auxílio emergencial em 2020 ser trabalhador informal ou beneficiário do Bolsa Família;
  • Ter renda familiar mensal de até três salários mínimos;
  • Ter renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo.

Quem não pode receber?

Não têm direito, de acordo com o governo:

  • Trabalhadores formais, com carteira assinada;
  • Quem recebe benefício do INSS ou de programa de transferência de renda federal;
  • Quem recebeu o auxílio em 2020, mas não sacou nem usou o dinheiro;
  • Quem estiver com auxílio emergencial 2020 cancelado no momento da análise cadastral do novo auxílio;
  • Residentes médicos, multiprofissionais, beneficiários de bolsas de estudo, estagiários e similares;
  • Pessoas com menos de 18 anos, exceto mães adolescentes;
  • Presidiários;
  • Quem teve rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2019;
  • Quem tinha em 31 de dezembro de 2019 a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil;
  • Quem recebeu em 2019 rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte superior a R$ 40 mil.

Como será realizado o pagamento do auxílio emergencial?

Os pagamentos das parcelas seguem nos mesmos moldes dos ciclos anteriores, ou seja, o governo deposita o dinheiro nas contas digitais gratuitas abertas pela Caixa Econômica em nome dos beneficiários. O dinheiro pode ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem.

É importante lembrar que são duas datas distintas. Na primeira, o trabalhador recebe o depósito e só consegue usar o dinheiro para compras e pagamento de contas de forma digital. O saque em dinheiro só é liberado semanas depois, em calendário que ainda será divulgado pelo governo federal para as novas parcelas.

BRASIL 123

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg
Publicidade

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade