Connect with us

destaque

Projeção de PIB e inflação crescem para 2021; Confira os números!

Publicado

on

Foi divulgado nesta segunda-feira (7) pelo Banco Central o relatório Focus, que contém um resumo das expectativas de mercado sobre alguns indicadores da economia brasileira. Segundo o relatório, as projeções para o crescimento do Produto Interno Bruto brasileiro em 2021 subiram pela sétima semana consecutiva, indo de 3,96% para 4,36%. Desse modo, o PIB do Brasil tem uma estimativa 0,40 ponto percentual acima da anterior.

As previsões para a expansão do PIB em 2022 também melhoraram, segundo o relatório do Banco Central. No levantamento anterior, a estimativa era de um aumento de 2,25% no PIB brasileiro para o ano que vem, já segundo o levantamento desta segunda-feira (7) a estimativa é de 2,31% de aumento.

Além disso, no primeiro trimestre deste ano o PIB brasileiro cresceu 1,2% em comparação com os três meses anteriores, e 1% em relação ao primeiro trimestre de 2020. Esse crescimento representa um total de R$2,048 trilhões. O resultado foi acima do que o esperado pelo mercado, segundo estimativas da Refinitv, empresa americana de dados e infraestrutura do mercado financeiro.

Esse resultado melhor do que o esperado fez com que várias previsões para o crescimento do PIB brasileiro em 2021 fossem revisadas positivamente, mesmo com várias medidas restritivas sendo tomadas por diversos estados a critério de conter o avanço da pandemia de coronavírus.

Relatório Focus sobre PIB e inflação

Em contrapartida dos bons resultados do PIB, o mercado financeiro revisou para cima as previsões para a inflação deste ano, que foram de 5,31% para 5,44%. Do mesmo modo, as projeções para a inflação em 2022 também foram revisadas para cima, indo de 3,68% para 3,70%, no quarto aumento seguido.

De acordo com o Conselho Monetário Nacional, o centro da meta para a inflação para este ano é de 3,75%, com tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Deste modo, o limite inferior é de 2,25%, e o superior é de 5,25%.

Ademais, os investidores estão aguardando os dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) referentes ao mês de maio, que devem se tornar públicos nesta quarta-feira (9). O índice deve seguir em alta, devido ao aumento nos preços da gasolina e da energia elétrica.

Taxa Selic

As previsões em relação à taxa básica de juros (Selic) seguem em um aumento de 0,75%. O aumento deve ocorrer na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), que ocorrerá no dia 16 de junho, fazendo com que a Selic chegue a 4,25% ao ano.

Além disso, segundo o relatório Focus, os juros devem encerrar este ano em 5,75%, e o próximo ano em 6,50% anuais, o que não representa alteração em relação ao relatório da semana passada. Ainda de acordo com o relatório, as estimativas se mantiveram com o dólar negociado a R$5,30, tanto para o fim deste ano como para o próximo.

Por fim, as estimativas para o PIB, a inflação, e outros indicadores devem seguir oscilando de acordo com os acontecimentos das próximas semanas, e um novo relatório Focus deve ser liberado pelo Banco Central na próxima segunda-feira.

Fonte: Notícias Concursos

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg
Publicidade

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade
error: O conteúdo está protegido !!