Connect with us

destaque

Presidente do Progressistas defende Auxílio Emergencial de R$ 300

Publicado

on

O Senador Ciro Nogueira (Progressistas-PI) disse em entrevista nesta terça-feira que defende um Auxílio Emergencial no valor de R$ 300. Hoje, de acordo com informações do Ministério da Cidadania, o programa está pagando quatro parcelas de valores que variam entre R$ 150 e R$ 375.

Ainda na mesma entrevista, o parlamentar disse que tem absoluta certeza de que o Presidente Jair Bolsonaro vai conquistar a reeleição no próximo ano. Ele diz isso mesmo com as principais pesquisas de opinião mostrando que a popularidade do chefe do executivo está em processo de queda.

Essa fala de Ciro Nogueira sobre o Auxílio Emergencial é importante por dois motivos. O primeiro é que ele é um aliado político do Presidente Jair Bolsonaro. Isso não quer dizer que ele pode falar pelo chefe do executivo. No entanto, a fala pode dar um sinal de que pessoas próximas ao Planalto querem um aumento do benefícío.

O segundo ponto para ficar atento é que Nogueira é o Presidente nacional do Progressistas. Trata-se portanto de um dos principais partidos do grupo político conhecido como Centrão. Então é de se imaginar que ele tem uma larga influência dentro do Congresso Nacional.

E no caso de um possível aumento do Auxílio Emergencial, influência é tudo. É que um aumento no valor do precisaria passar justamente pelo crivo do Congresso Nacional. Na prática, quem tem mais votos lá dentro da Câmara e do Senado Federal consegue aprovar projeto com mais facilidade.

Auxílio Emergencial

De acordo com informações do Ministério da Cidadania, que é a pasta que responde pelo Auxílio, os valores do programa variam entre R$ 150 e R$ 375. São quatro parcelas. Como os repasses começaram em abril, então dá para dizer que eles irão acabar no próximo mês de julho.

No ano passado, o Governo conseguiu pagar valores maiores. De acordo com o Ministério da Economia, isso aconteceu porque eles tinham um limite de pagamentos muito maior. Na ocasião, o Governo conseguiu pagar o auxílio para cerca de 70 milhões de pessoas.

Os números deste ano são bem mais modestos. De acordo com as regras da PEC Emergencial, que passou por aprovação na Câmara e no Senado Federal, o Governo tem cerca de R$ 44 bilhões à disposição. Isso possibilita que o Auxílio chegue na casa de cerca de 39 milhões de brasileiros.

Aumento?

Desde abril, quando os pagamentos dessa nova fase do Auxílio começaram de fato, o Governo vem ignorando as críticas e afirmando que não vai aumentar os valores do programa. Não há qualquer declaração dentro do Palácio do Planalto que mostre que o Planalto quer aumentar os valores do projeto.

O Ministro da Economia, Paulo Guedes, diz sempre em suas entrevistas que o país não pode gastar muito mais dinheiro com esse projeto. De acordo com ele, se o Brasil liberar muito agora, essa conta vai chegar em um futuro próximo. E os mais pobres é que acabariam pagando mais.

Apesar de dizer que não vai aumentar o valor do Auxílio, Paulo Guedes segue dizendo que é possível prorrogar o benefício por mais alguns meses. De acordo com o jornal O Estado de São Paulo, a Medida Provisória (MP) que permite essa prorrogação já estaria pronta.

FONTE: NOTÍCIAS CONCURSOS

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade
error: O conteúdo está protegido !!