Connect with us

Brasil

Preço do combustível terá novo aumento em 12 estados do Brasil; confira

Publicado

on

Foi publicado no Diário Oficial da União (DOU), na última sexta-feira (10), o novo Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (PMPF). De acordo com o texto, 11 estados brasileiros, além do Distrito Federal, devem passar por um aumento no valor da gasolina.

O documento afirma que, a Gasolina Comum (GAC) e o Álcool Etílico Hidratado Combustível (AEHC) terão o preço corrigido a partir do dia 16 de setembro nos seguintes estados brasileiros: RN, RJ, PR, PB, AP, AM, AC, TO, SP, SE, RO e DF.

Com o novo reajuste, no estado do Acre, por exemplo, o preço do combustível subirá cerca de cinco centavos, passando de R$ 6,49 para R$ 6,54. No Paraná por sua vez, o álcool subirá de R$ 4,35 para R$ 4,42, considerando um acréscimo de sete centavos.

O óleo diesel e o Diesel S10 ficarão mais caros em nove estados do país, no entanto, mais barato em comparação a correção dos outros três combustíveis. Os demais, ficarão com valores praticamente iguais. Para conferir a tabela com os novos valores, acesse o DOU na íntegra.

Vale ressaltar que o preço médio dos combustíveis é calculado segundo as informações enviadas pelos governos de cada estado, sendo eles os responsáveis por cobrar o ICMS – tributo que originará o percentual do PMPF.

Desta forma, é certo dizer que cada estado cobra o ICMS sobre o valor do PMPF. Logo, quando o preço médio cai, a taxa ICMS proporcionalmente também é reduzida.

Desabastecimento de combustível

Na última quarta-feira (8), grupos de caminhoneiros apoiadores do atual presidente da república, Jair Bolsonaro, iniciaram um protesto formando filas nos postos de gasolina em diversos estados brasileiros.

Isso porque os sujeitos temem o desabastecimento do combustível bem como o aumento de seu preço frente o bloqueio das estradas. Essa ação surgiu após o discurso de Bolsonaro, que criticou o sistema eleitoral brasileiro atacando o presidente do Supremo Tribunal Federal, o ministro Luiz Fux.

Diante disso, os caminhoneiros defendem o fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF) e a implementação do voto impresso. Além disso, alguns ainda solicitam a redução dos preços dos combustíveis. Veja a situação em algumas regiões do país.

Distrito Federal

Com receio da paralização, condutores de Águas Claras estão fazendo filas nos postos próximos a EPTG, via principal da capital Brasília. Embora o reabastecimento de combustíveis chega por meio de dutos no Distrito Federal, os manifestantes bloquearam as saídas das distribuidoras.

Santa Catarina

Em quase toda Santa Catarina é possível visualizar grandes filas de veículos nos postos de combustíveis. Na capital, em Joinville, Criciúma, Lages e Chapecó, alguns postos já estavam desabastecidos no início desta manhã.

Minas Gerais

Na Capita do estado, Minas Gerais e em Contagem, a falta de combustível começou no início da tarde do dia 7 de setembro. Em entrevista, o motorista de aplicativo Saulo Rodrigues disse que procurou abastecer o carro logo que soube da possibilidade de paralização. “Não encontrei mais gasolina neste posto e a alternativa foi o álcool. ”

Mato Grosso

Enquanto isto, nos postos das cidades de Sorriso e Sinop, há grandes filas de automóveis em busca do abastecimento. Embora as distribuidoras se encontram com dificuldades para manter os estoques, o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis de Mato Grosso (Sindipetróleo) afirmou que não há desabastecimento de combustíveis.

Paraná

Em Medianeira, alguns postos já se encontram sem gasolina devido as filas de motoristas que já encheram seus tanques. Até o momento, apenas uma distribuída tem estoque disponível, no entanto, o produto não é mais encontrado em outros estabelecimentos.

Fonte Brasil123

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg
Publicidade

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade