Connect with us

destaque

Novo Bolsa Família poderá pagar menos do que Auxílio Emergencial

Publicado

on

O Governo Federal entregou no Congresso Nacional a Medida Provisória (MP) que abre caminho para os pagamentos do novo Bolsa Família. No entanto, esse texto não mostra quais seriam os valores médios de repasses do programa em questão. Isso acabou deixando uma lacuna de dúvida sobre o benefício.

De acordo com informações de bastidores, no entanto, é provável que o patamar de pagamentos do novo Bolsa Família seja menor do que este que vemos agora com o Auxílio Emergencial também do Governo Federal. Não se trata de uma informação oficial, mas é uma possibilidade forte.

Segundo o Ministério da Cidadania, cerca de 37 milhões de brasileiros recebem o Auxílio Emergencial no Brasil hoje. Os montantes deste programa variam entre R$ 150 e R$ 375 a depender do público. A tendência é que o novo Bolsa Família pague uma média de R$ 300. Então ficaria dentro daquilo que vemos hoje no projeto emergencial.

É claro que estamos falando aqui apenas de uma média. Isso quer dizer portanto que algumas pessoas poderiam receber mais do que R$ 300. No entanto, o mais provável mesmo é que a grande maioria fique em torno deste valor. O que não seria portanto muito diferente daquilo que vemos agora no Auxílio Emergencial.

A tendência maior é que o novo programa pague menos do que o maior valor do benefício emergencial e mais do que o menor patamar do projeto. Não seria portanto um aumento real, nem também uma queda real. Tudo isso, no entanto, se trata de uma informação de bastidor. O Governo ainda não bateu o martelo sobre esses patamares.

Dia do anúncio

De acordo com informações de membros do próprio Palácio do Planalto a ideia neste momento é informar a decisão final sobre os patamares de pagamentos no final do próximo mês de setembro. Isso, no entanto, pode mudar a qualquer momento.

O Governo Federal está tentando entrar em um acordo entre a ala do Ministério da Economia e o Centrão. Os dois lados pensam muito diferente em relação ao nível de aumento do novo Bolsa Família. Por isso que ainda não há uma definição sobre isso.

De qualquer forma, o Ministro da Cidadania, João Roma, deixou claro que a decisão final sobre os repasses do Bolsa Família será do Presidente Jair Bolsonaro. O chefe do executivo é quem vai bater o martelo sobre esse tema nas próximas semanas.

Novo Bolsa Família

De acordo como o Governo Federal, essa demora para informar os valores do programa não vai atrasar os pagamentos do novo Bolsa Família. Segue portanto valendo o cronograma original de repasses do benefício.

Então até aqui está mantida a ideia de que os pagamentos do novo Bolsa Família irão começar mesmo no próximo mês de novembro. Isso não deve mudar mesmo que alguns percalços acabem acontecendo.

Neste sentido, também se mantém a ideia de fazer os pagamentos do Auxílio Emergencial até, no máximo, o próximo mês de outubro. Os valores do programa, aliás, seguem os mesmos. São montantes que variam entre R$ 150 e R$ 375. Isso segue valendo nesses meses adicionais.

Notícias Concursos

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade