Connect with us

Brasil

Motorista é sequestrada, estuprada, feita refém,faz carro capotar e foge; 3 bandidos morrem

Publicado

on

Uma motorista de aplicativo foi sequestrada, estuprada e feita de refém em Goiás por oito horas nesta segunda-feira (24). Com informações de CNN Brasil.
Para fugir dos bandidos, ela provocou um acidente com o próprio carro, fazendo-o capotar em Barro Alto (GO), a uma distância de 245 quilômetros de Aparecida de Goiânia (GO), onde havia aceitado a corrida.
A condutora recebeu o chamado para a corrida às 3h e só aceitou porque apareceu para ela no aplicativo que havia sido solicitada por outra mulher, disse à CNN o delegado responsável pela investigação do caso, Marco Antônio Maia.
Ao chegar ao local do início da corrida, ela foi rendida por três homens, dentre os quais um portava uma arma de fogo. O celular usado para solicitar a corrida havia sido roubado por eles, informou a polícia.
Os criminosos colocaram a motorista no banco de trás do veículo e seguiram em direção ao estado do Tocantins. Entretanto, teriam errado o caminho e ido para Hidrolândia — ainda em Goiás — onde estupraram a vítima.
Após o crime sexual e ainda mantendo a motorista como refém, os criminosos seguiram sentido Anápolis (GO). Eles chegaram a passar por um posto da Polícia Federal (PF) e a parar em um posto de gasolina para comer, usando dinheiro roubado da motorista. Os homens voltaram ao veículo e seguiram viagem para Goianésia.
“Ela percebeu o descuido do motorista e do outro [criminoso] que estava na frente [por não colocarem cinto de segurança], decidiu pôr o cinto de segurança, que ela [também] estava sem, e [depois] virou o volante propositalmente (…) [O carro] caiu numa ribanceira, próxima de uma fazenda de seringueira. Depois disso, a vítima fingiu de morta. Foi quando os três se levantaram e fugiram. Isso tudo ocorreu por volta das 9h da manhã”, relatou o delegado.
A vítima saiu do carro em seguida e pediu ajuda. Ela foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e passou por exames que constataram o estupro. Ela quebrou um dos pés no acidente.
Como o estupro ocorreu sem uso de preservativos, a motorista passou a tomar medicações para evitar que possa contrair infecções sexualmente transmissíveis (IST). A vítima recebeu alta e foi levada para casa.

Criminosos localizados e mortos
As polícias Militar e Civil também foram acionadas. A PM encontrou os três suspeitos por volta das 13h e realizou uma troca de tiros, atingindo um deles. O indivíduo, identificado posteriormente pela vítima e usando um tornozeleira eletrônica, foi socorrido para o Hospital de Barro Alto ainda com vida, mas não resistiu aos ferimentos.
Os outros dois suspeitos fugiram e foram encontrados novamente pela PM às 14h. Na nova ocasião, houve mais uma troca de tiros e ambos foram alvejados. Eles também foram socorridos para Hospital de Barro Alto (GO), onde também chegaram com vida, mas, como o primeiro, não resistiram aos ferimentos.
Os agentes apreenderam na ação dois revolveres calibre 38, uma pistola calibre 6,35 e recuperou o veículo da motorista de aplicativo. G1

Receba as reportagens do Portal DIVIWEB em primeira mão através do nosso grupo de WhatsApp CLIQUE AQUI

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade

contato@diviweb.com.br / 37 - 3213-0334

error: O conteúdo está protegido !!