Connect with us

destaque

Moradores do Interlagos hostilizam carro de som que faz ataques ao prefeito

Publicado

on

O atrito entre o prefeito Gleidson Azevedo e o SINTRAM (Sindicato dos Trabalhadores Municipais) ganhou um novo capítulo durante a tarde de hoje (14). Na área entre os bairros Interlagos e Dona Quita (na região Sudeste de Divinópolis), moradores hostilizaram um carro de som do SINTRAM que atacava o prefeito divinopolitano.

Na mensagem de áudio em volume elevado, o sindicato acusa Gleidson de mentir. Também afirma que o reajuste salarial dos servidores municipais é um direito constitucional e que deve ser cumprido.

Porém, alguns populares não gostaram da atitude e proferiram ofensas aos ocupantes da camionete do SINTRAM. Apesar do pequeno embate, o motorista desviou a rota e nenhum transtorno mais profundo foi registrado.

Opiniões

“Acho um desrespeito. Tenho filho recém-nascido sendo acordado por grupos políticos em carros de som. Acho que luta política se faz nas esferas democráticas, e não importunando o cidadão de bem que só quer descansar”, opina Fátima Antunes, costureira e moradora do bairro Dona Quita.

“Acho que o prefeito está certo. Ele tem que olhar e fazer o que é possível. O SINTRAM também pode contestar, mas a atitude do carro de som faz a população tomar antipatia contra o sindicato”, afirma Bruno Fernandes, estudante de Psicologia e morador da região Sudeste.

“Acho que os trabalhadores estão lutando pelos direitos deles. O barulho do carro de som pode ser inoportuno, mas eles merecem o reajuste”, diz Patrícia Albuquerque, moradora do Interlagos.

Prefeitura x SINTRAM

O chefe do Executivo alega que o orçamento da Prefeitura não suporta um reajuste aos servidores municipais neste momento. Azevedo ainda afirma que os salários estão rigorasamente em dia, e que estuda um aumento salarial para o ano de 2022.

O SINTRAM segue a reivindicar o reajuste para a sua classe.

Publicidade

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade