Connect with us

Brasil

Mãe é presa em flagrante após atear fogo e ocultar o corpo de filho recém-nascido

Publicado

on

Uma das partes do corpo do bebê que se encontrava preservada era exatamente onde havia uma etiqueta com a identificação do hospital e de parte do nome da mãe do bebê. (Foto: reprodução)

Uma mulher, de 24 anos, foi presa em flagrante nesta quarta-feira (12) em Anápolis, Goiás, suspeita do crime de ocultação de cadáver. Ela é a mãe de um recém-nascido encontrado na manhã de hoje na cidade.

Em nota, a Polícia Civil, por meio do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Anápolis, revelou que o cadáver foi encontrado por pessoas que passavam pelo local, na manhã desta quarta (12), parcialmente carbonizado.

Conforme a Polícia Civil, uma das partes do corpo do bebê que se encontrava preservada era exatamente o membro inferior direito, local onde havia uma etiqueta com a identificação do hospital e de parte do nome da mãe do bebê.

“A partir de então, diligências foram realizadas visando a localização da genitora da criança, bem como o levantamento de câmeras de vigilância que flagraram o momento em que a jovem deixou o bebê no lote baldio onde foi encontrado”, revelou a entidade.

De acordo com a entidade, nas imagens, que ainda não foram liberadas, e foram capturadas na tarde de segunda-feira (10), é possível ver a jovem levando o corpo do bebê para o fundo do lote numa caixa de papelão branca e voltando ao carro para pegar o álcool e o isqueiro utilizados para atear fogo.

“Num rápido trabalho investigativo, foi possível a localização da jovem e sua captura hoje”, informou a Polícia Civil no comunicado.

Mulher confessou delito contra o recém-nascido

Durante depoimento, a mulher confessou que matou o recém-nascido. De acordo com ela, sua gravidez se manteve escondida tanto dos familiares quanto do namorado.

Conforme a suspeita, ela só amamentou a criança em seu primeiro dia de vida e que não sabe dizer se, no momento em que ateou fogo no corpo do recém-nascido, ele estava vivo ou morto.

Depois de prestar o depoimento, a jovem foi encaminhada para um presídio local, onde se encontra à disposição da Justiça. Por fim, a Polícia Civil revelou que a mulher deve ser indiciada, no inquérito policial, além do crime de ocultação de cadáver, pelo delito de homicídio.

BRASIL 123

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade