Connect with us

destaque

Lista de material escolar está em média 30% mais caro este ano

Publicado

on

Com o advento pandemia Covid-19 e a irregularidade do período escolar observado desde de 30 de março de 2020, retornar ao ano letivo como programado, pelo menos até o presente momento em 2022 está pesando mais no bolso dos pais que deverão comprar o material escolar de seus filhos. A palavra de ordem é pesquisar. Mas de uma maneira geral o percentual de aumento deverá ser parecido na maioria dos estabelecimentos comerciais específicos para o produto, caso das papelarias. Segundo apuramos junto a comerciantes do setor, sempre de um ano para outro há um aumento natural da ordem de 10%, mas como o ultimo ano letivo tradicional aconteceu de 2019 para 2020  de lá para cá temos os reajustes tradicionais de 2020/2021 e 2021/2022, acrescido ao aumento da inflação, o que se pode esperar é preços mais salgados na hora de comprar todo o material , principalmente para pais que tem mais de  um filho em idade escolar.

Qualidade e marca

Outro fator importante a ser considerado e que está sendo praticado pela maioria dos pais, é a escolha dos materiais, já que muitos estão em situação financeira comprometida em razão de desemprego e queda de renda. De acordo com um comerciante do setor que falou a nossa reportagem, materiais mais sofisticados, como estampas da moda e capa dura, estão em média 10 a 15% mais caros do que os modelos mais simples. A maioria dos pais tem optado por uma linha mais popular, melhorando assim o valor final da lista como um todo.  Como exemplo simples uma caixa de massinha colorida, geralmente usada pelos alunos do jardim e pré, os anos iniciais, pode variar de R$8,00 a R$15,00.

Valor final varia

Os valores das listas variam de escola para escola e de série para série, sendo assim não é possível precisar o valor médio das listas de material escolar, já que cada escola define sua linha pedagógica que dita quais e quanto do material escolar deverá ser usado.

Parcelamento no cartão é opção mais escolhida

A forma de pagamento adotada pela maioria das famílias que estão indo às compras escolares é o parcelamento no cartão de crédito, modalidade de compra que tem contribuído para o aumento do endividamento de grande parte de brasileiros, em 12 meses, dobrou o número de atrasos nos pagamentos no rotativo do cartão de crédito. Em algumas papelarias o cliente consegue parcelar todo o material em até 10x sem juros.

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade

contato@diviweb.com.br / 37 - 3213-0334

error: O conteúdo está protegido !!