Connect with us

destaque

Justiça concede liberdade provisória a auxiliar e motorista de van escolar em que menino de dois anos foi esquecido e encontrado morto

Publicado

on

Nesta quarta-feira (15), a Justiça concedeu liberdade provisória ao auxiliar e ao motorista da van escolar em que um menino de dois anos foi esquecido e encontrado morto na terça-feira (14). Eles haviam sido presos por homicídio. Flávio Robson Benes, de 45 anos, e sua esposa Luciana Coelho Graft, de 44 anos, que também é auxiliar na van, foram liberados sob medidas cautelares.

O caso envolveu o pequeno Apollo Gabriel Rodrigues, que foi colocado na van por volta das 7h, mas não foi levado para a escola pelo motorista e auxiliar. O menino foi descoberto inconsciente no veículo à tarde e levado ao Hospital Municipal Vereador José Storopolli, no Parque Novo Mundo, por volta das 16h20, onde chegou sem vida.

A mãe de Apollo, Kaliane Rodrigues, expressou sua tristeza e indignação, afirmando que quer que a justiça seja feita. Ela considera a situação como uma grande irresponsabilidade, independentemente de onde o filho tenha sido colocado dentro da van. Kaliane está devastada pela perda e deseja que as devidas medidas sejam tomadas.

A avó do menino, Luzinete Rodrigues dos Santos, também lamentou a morte de seu neto e destacou a importância da responsabilidade por parte do casal responsável pela van. Ela descreveu a ação como irresponsável e enfatizou que quem lida com crianças precisa ter o máximo de cuidado. A família busca justiça diante dessa tragédia.

Receba as reportagens do Portal DIVIWEB em primeira mão através do nosso grupo de WhatsApp

👉https://chat.whatsapp.com/E1DLuvdmouqIGPz6d63jSK

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade

contato@diviweb.com.br / 37 - 3213-0334

error: O conteúdo está protegido !!