Connect with us

destaque

Idosa de 76 anos é detida por ser flagrada com cabeça de cachorro decepada para alimentação em cidade de Minas Gerais

Publicado

on

Uma mulher idosa, de 76 anos, foi detida na rodoviária de João Pinheiro, no Noroeste de Minas Gerais, depois que passageiros do terminal flagraram-na carregando a cabeça de um cachorro dentro de uma sacola plástica, o que se tornou viral nas redes sociais. Na residência da suspeita, foram encontrados cinco cachorros em estado de abandono, com sinais de desnutrição, pulgas e sem acesso a água e comida. Os animais foram resgatados e levados para um abrigo na cidade. Testemunhas relataram à polícia que carcaças de animais já foram encontradas na propriedade. Suspeita-se que a idosa poderia estar matando os animais para consumo próprio, porém essa hipótese ainda não foi confirmada e está sob investigação da Polícia Civil de Minas Gerais. A mulher foi detida em flagrante por maus-tratos contra animais e encaminhada ao sistema prisional.

Desde 1998, maltratar animais, sejam domésticos, domesticados ou silvestres, é considerado crime, com pena de detenção de três meses a um ano. Em 2020, a legislação foi reforçada com penas mais severas para violência contra cães e gatos: dois a cinco anos de prisão, multa e proibição de guarda para quem maltratar, ferir, abusar ou mutilar animais. Anteriormente, a pena era de detenção de até um ano. Essa legislação ficou conhecida como Lei Sansão, em homenagem ao pitbull que foi brutalmente torturado e teve suas patas traseiras decepadas. O cachorro, de dois anos, era o guardião de uma fábrica de ensacados, próxima à casa do agressor.

Receba as reportagens do Portal DIVIWEB em primeira mão através do nosso grupo de WhatsApp

👉https://chat.whatsapp.com/E1DLuvdmouqIGPz6d63jSK

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade

contato@diviweb.com.br / 37 - 3213-0334

error: O conteúdo está protegido !!