Connect with us

destaque

Fila do INSS ultrapassa marca de 1,8 milhão de pedidos

Publicado

on

A fila de espera para conseguir uma reposta de aceitação de benefício do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) está crescendo. De acordo com as informações oficiais, mais de 1,8 milhão de pedidos estavam aguardando por uma definição no último mês de julho. Pelo menos é isso o que dizem os números concretos da autarquia.

Destes, vale lembrar, algo em torno de 25% dos casos são de pessoas que estão em situação de atraso por falta de documentação. De acordo com o INSS, nesta situação, esses usuários poderiam não estar esperando se tivessem enviado esses papéis. Entende-se portanto que eles poderiam estar em uma situação melhor.

Atualmente, ainda de acordo com o INSS, algo em torno de 1.823.972 casos estão em processo de análise. Esse número varia muito a depender do dia. Isso porque se entende que muitos desses casos passam por uma solução e outros acabam entrando. Como cada um deles possui um tempo diferente de análise, então essa questão passa por variações.

Vale lembrar que esses números não incluem os casos das pessoas que estão aguardando a realização da perícia médica. Nessas situações, se entende que esses cidadãos estão com a análise em dia. Isso existe, por exemplo, na avaliação do auxílio-acidente, do auxílio-doença e da aposentadoria por incapacidade.

De acordo com os dados oficiais, essa fila já foi bem maior. No ano passado, quando as agências do INSS fecharam por causa da pandemia, esse número chegou a ser de 2,3 milhões. No entanto, quando se compara com este ano de 2021, a situação mostra um cenário de piora constante. Pelo menos é o que se sabe.

Fila de espera

A questão da fila de espera do INSS é algo que preocupa vários brasileiros há muito tempo no Brasil. É que muitas pessoas precisam ficar esperando por meses para ter uma resposta para esse pedido e saber se irão ter ou não o direito de receber o dinheiro em questão.

Em alguns casos, como o pedido do auxílio-doença, a situação fica ainda pior. É que essas pessoas precisam pedir afastamento da empresa para dar entrada no INSS. E aí eles ficam sem o dinheiro do salário e sem a renda do Instituto neste meio tempo.

De acordo com informações do próprio INSS, há um trabalho interno para tentar diminuir essa fila o mais rápido possível. O Instituto afirma que faltam funcionários públicos para trabalhar na autarquia e afirma que deverá fazer novos concursos públicos para melhorar esse atendimento.

INSS

Recentemente, o Ministro do Trabalho, Onyx Lorenzoni disse em entrevista que vai conseguir zerar essa fila do INSS. Ele, aliás, chegou até a dar um prazo para que isso aconteça. Será em seis ou sete meses.

O Ministro concorda com a direção do INSS e afirma que faltam empregados para trabalhar na resolução desses pedidos. Seria portanto esse o motivo para que a fila esteja deste tamanho atualmente.

Vale lembrar que recentemente o INSS mudou a forma como os seus empregados trabalham. O Instituto decidiu concentrar os seus profissionais no horário da manhã para os atendimentos nas agências. De acordo com eles, isso vai ajudar na questão da agilidade.

Notícias Concursos

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg

Publicidade

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade
error: O conteúdo está protegido !!