Connect with us

destaque

FGTS deve distribuir uma parte de seu lucro até o final de agosto

Publicado

on

Até o final de agosto, o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) deve distribuir parte do lucro de R$ 8,5 bilhões. Na próxima terça-feira, o Conselho Curador do FGTS definirá qual percentual será distribuído e creditado nas contas dos contribuintes, bem como deve definir a rentabilidade auferida em 2020.

Em 2020, o FGTS teve lucro de R$ 8,5 bilhões. Em relação ao ano anterior, houve uma queda de 25%. A pasta afirmou que essa queda no lucro ocorreu por conta do alto índice de desemprego, ocasionado pela pandemia de Covid-19.

O saque emergencial terá o valor de um salário mínimo. De acordo com o órgão responsável, poderão receber o bônus os trabalhadores com saldo positivo na conta até dia 31 de dezembro. Além disso, não é necessário que o trabalhador tenha contribuído no ano passado.

Quando o pagamento será creditado?

De acordo com a pasta, a expectativa é de que os trabalhadores recebam o lucro até o dia 31 de agosto de 2021. Ademais, o valor será depositado automaticamente na conta dos cidadãos, portanto, não é necessário realizar nenhum tipo de operação.

É possível ainda consultar o valor que o trabalhador deve receber. Para isso, basta acessar o site do FGTS, Internet Banking da Caixa Econômica Federal ou até mesmo o aplicativo do FGTS.

É possível sacar o valor depositado?

Apesar de ser depositado na conta dos trabalhadores, o lucro do FGTS só estará disponível para saque mediante as regras tradicionais do fundo de garantia, previstas por lei. Desse modo, só poderão sacar o benefício aqueles que:

  • Forem demitidos sem justa causa;
  • Terminarem um contrato por prazo determinado;
  • Estejam adquirindo uma moradia própria;
  • Casos de aposentadoria.

Mesmo que o saque tradicional só esteja disponível para casos restritos, o FGTS oferece uma alternativa aos trabalhadores que precisam do dinheiro. Com a antecipação Saque Aniversário é possível resgatar até três anos de saque de uma só vez. Apesar disso, não existe a possibilidade de sacar o valor integral do fundo de garantia e sim apenas uma parcela do valor disponível.

A modalidade contribui para que milhões de brasileiros consigam adiantar seus planos. Contudo, é preciso ter cautela ao aderir à modalidade, pois se trata de uma operação de crédito comercial. De acordo com a Caixa, existe uma taxa de juros de 0,99% ao mês.

Utilizar o FGTS para conquistar a moradia própria

saldo do FGTS também pode servir para que os trabalhadores conquistem a tão sonhada casa própria. Para isso, é preciso contar com no mínimo três anos de trabalho sob o regime do FGTS. Esses anos de trabalho podem ser consecutivos ou não.

Para utilizar o fundo de garantia, o cidadão não pode ser titular de financiamento imobiliário ativo no âmbito do SFH, independentemente da localização do imóvel. Além disso, não pode ser proprietário de outro imóvel localizado no município da sua residência ou emprego.

O saldo do FGTS pode ser utilizado também para oferta de lance em situação de consórcio imobiliário. É importante lembrar que cada situação possui regras e exige uma documentação diferente. Para esclarecer possíveis dúvidas basta acessar o site do FGTS ou ligar na central de atendimento.

Fonte: Notícias Concursos

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg
Publicidade

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade