Connect with us

destaque

Estupro de criança em motel revolta Divinópolis

Publicado

on

Conforme o Portal Diviweb relatara em matéria anterior, menores de idade foram apreendidos ontem acusados de envolvimento no estupro de uma criança num motel divinopolitano.

A população manifestou sua indignação em redes sociais e clama por justiça.

O Crime

A Polícia Militar foi acionada na manhã de ontem (5) após indícios apontarem que uma criança de 12 anos fora vítima de estupro de vulnerável durante a madrugada. A garota foi atraída até um motel na companhia de outros cinco menores de idade.

Após uma diligência militar que confirmou a consumação do ato carnal, todos os acusados foram identificados e conduzidos até a delegacia de polícia. Entre os acusados estão duas garotas e três garotos entre 14 e 17 anos. Todos presenciaram os atos sexuais.

Numa tentativa de defesa, a maioria dos acusados tentou alegar que a prática teria sido consensual, hipótese ainda investigada pela Polícia Civil e que não anula a consumação do crime de estupro de vulnerável.

A vítima recebeu atendimento médico e terá acompanhamento psicológico por tempo indeterminado.

Menores em Motel

A cena do crime foi o quarto de um motel situado na região Sudeste de Divinópolis, sentido a Carmo do Cajuru. A população questionou como teria sido possível a entrada de tantos menores de idade e até de uma criança no tal estabelecimento.

O artigo 250 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) diz ser infração administrativa hospedar menor em hotel, pensão ou motel desacompanhado dos pais . O dispositivo prevê fechamento parcial do estabelecimento em caso de condenação.

Ressalta-se que os demais motéis em Divinópolis seguem protocolos rígidos de controle de hospedagem. As identidades são sempre exigidas e há placas explicativas sobre a proibição de menores no local. O que houve no motel em questão é um caso particular e que será investigado pelas autoridades.

Órgãos Públicos

Todo o trâmite burocrático da investigação ocorrerá em segredo de justiça.

Ministério Público, Polícia Civil e Conselho Tutelar acompanham o caso com rigor.


Noticias 24 horas por dia siga nossa rede social a baixo : 

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram 

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade