Connect with us

destaque

Entenda a Operação Perfídio, deflagrada pela Polícia Federal em Divinópolis

Publicado

on

Hoje (8), a Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão em Divinópolis e Nova Serrana. Trata-se da Operação Perfídio. Alguns clubes de tiro e profissionais que trabalham como despachantes para o requerimento à posse e porte de armas de fogo foram alvos dos agentes.

Nossa equipe de reportagem foi atrás de detalhes da operação. Entenda os fatos.

Acusações

Investigações federais apontaram a suspeita de documentos falsos apresentados em referidos processos para justificar a atividade lícita dos requerentes. Clubes de tiro e despachantes seriam os responsáveis por tais fraudes.

O Estatuto do Desarmamento obriga que requerentes ao acesso à armas de fogo apresentem documento comprobatório de ocupação lícita (artigo 4º, inciso II). Para cumprir com esse requisito, alguns requerentes em Divinópolis e Nova Serrana apresentavam diversas notas fiscais, que, na verdade, simulavam operações de compra e venda de mercadoria ou prestação de serviço que não aconteceram.

Essas inconsistências foram encontradas de forma reiterada em processos apresentados por despachantes que atuam na formalização de processos protocolados na PF em Divinópolis, para obtenção da autorização de compra de arma de fogo.

Uma contadora também foi apontada como responsável por falcatruas. Sua casa foi alvo de buscas. No local, uma arma de fogo sem registro e porções de droga foram apreendidas.

Endereços

Escritórios ligados à empresas situadas nos bairros Niterói e Dona Quita foram alvos de ações da Polícia Federal. Alguns documentos foram apreendidos.

Destaca-se que o processo ainda se encontra em fase de investigação.

Punição

Todos os investigados responderão acusações pelos crimes de falsidade ideológica e uso de documento falso (artigos 299 e 304 do Código Penal). Se condenados, poderão cumprir até cinco anos de reclusão e perder o direito de trabalhar no ramo bélico.

Autoridades destacam que as investigações serão rigorosas.

Nossa equipe de reportagem acompanhará o desenrolar dos fatos.

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg
Publicidade

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade
error: O conteúdo está protegido !!