Segundo informações de populares e fato comentado também entre policiais militares de toda a região, um estabelecimento comercial foi alvo de assaltantes na noite de ontem (11), no bairro São José. Entre as vítimas estava um policial militar e a namorada dele.

Segundo as informações preliminares, o militar, lotado na 139ª Cia, estava com a namorada dele, em um bar, onde havia diversas outras pessoas. Ele estava de folga e foi surpreendido com a ousadia de dois bandidos, eles entraram no estabelecimento, um deles  com uma arma de fogo, tipo revolver. Anunciaram o assalto e começaram a subtrair objetos e dinheiro. 

O militar, sabendo que a identificação dele seria questão de tempo, agiu antes, sacou da arma e ordenou que o infrator largasse a arma, pelo contrário, o ladrão que aparentava ser menor de idade, apontou a arma em direção ao militar, momento que o policial fez dois disparos, suficientes para eles iniciarem a fuga.

Não satisfeito e com a ajuda de outro popular, ele seguiu os assaltantes e tentou imobilizar um deles, enquanto o policial se debatia com o ladrão, não percebeu que já havia um outro autor esperando a uma certa distância, em uma moto, o bandido se aproximou, colocou a arma em direção ao militar e ordenou: “Larga a arma eu vou atirar”.

Pela própria segurança e dos que ali estavam, em menor número e sem condições de usar o próprio armamento, pois o ladrão segurava a arma enquanto era imobilizado, em uma ação rápida entregou o armamento,da carga da PMMG.

Após verificação de fotos de autores de roubo, já conhecidos na região, as vítimas reconheceram prontamente dois deles, a PM continua o rastreamento, na busca pelos autores.

Em contato com a comunicação do 23º batalhão, a reportagem foi informada que neste caso específico não irá se manifestar, já outros policiais lamentaram o episódio e relembraram o caso do Cabo Marcos, em Santa Margarida, na Zona da Mata Mineira, dizendo que eles estão a todo momento prestes de também perder a vida nas mãos de bandidos.

Autor alvejado
Os autores já foram identificados e um deles foi alvejado por um disparo de arma de fogo mas nádegas durante o embate com o militar e encontra-se preso sob custódia de militares do 18° BPM, Contagem/MG, no Hospital Municipal de Contagem, local para onde foi levado pelos comparsas. Fonte: Sistema MPA