Connect with us

destaque

Dois homens são presos suspeitos da morte do taxista Marcio Nogueira em Itaúna

Publicado

on

No fim da tarde dessa segunda-feira (27) dois homens foram conduzidos a delegacia de Polícia de Itaúna como suspeitos da morte do taxista Márcio Nogueira dos Santos que estava desaparecido desde a noite de domingo (26). Segundo familiares o último contato com a família aconteceu por mensagem de áudio enviado por Márcio à 00:35, informando que ele iria fazer naquele momento uma corrida até a cidade de Itaguara, a partir daí não tiveram mais notícias. A filha do taxista contou que imagens do veiculo usado por Márcio para o trabalho foi flagrado por câmeras de monitoramento na BR 381 seguindo para Belo Horizonte por volta das 2 horas da manhã. A policia militar já havia sido notificada do desaparecimento do taxista e de posse das informações sobre o veículo realizou um monitoramento na região, localizando na tarde dessa segunda-feira o carro que voltava para Itaúna pela MG431.  Quando os ocupantes do veículo avistaram uma viatura da polícia militar, fizeram um retorno no meio da estrada na tentativa de voltar para Itatiaiuçu, neste momento os militares iniciaram uma perseguição ao veículo, ao mesmo tempo uma outra equipe de militares montou um cerco bloqueio com a ajuda de um ônibus no sentido oposto, foi quando os criminosos então mais uma vez, mudaram de direção na tentativa de retornar a Itaúna, foi quando perderam a direção do veículo e pararam na estrada.  Um dos envolvido no crime foi preso ainda no veiculo o outro tentou fugir, mas foi alcançado pelos policiais. Um dos detidos confessou ter assassinado o taxista Itaunense, informando que o corpo estaria próximo à Santa Teresinha coberto por folhagens.

Depois de presos um deles foi levado para o Hospital Manoel Gonçalves e em seguida ambos conduzidos para a delegacia de polícia.

Segundo informações parciais a dupla é natural de Belo Horizonte, mas já residem em Itaúna a algum tempo. Ainda não foi informada a identidade dos mesmos e se possuem ficha criminal, a dinâmica e a razão pela qual realizaram a ação que culminou na morte do taxista também não foram esclarecidas pela polícia.

Márcio era conhecido por grande parte da população, já que antes de trabalhar como taxista esteve por anos prestando serviços na entrega de medicamentos de uma Drogaria da cidade. Conhecido por ser uma pessoa calma, tranquila e de bom trato era admirado por todos. Marcio deixa esposa e um casal de filhos. Sua morte causou consternação e revolta à população que se utilizou principalmente das redes sociais para externas sua revolta com o acontecido.

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade
error: O conteúdo está protegido !!