Pesquisa recente, realizada pelo Instituto DataFolha mostrou que a papulação está cada vez mais apoiando a revogação do estatuto do desarmamento. Segundo os números em 2014 apenas 35% das entrevistados eram a favor do porte de armas pela população, em dados recentes este numero subiu para 43%.

Vale destacar também que pesquisas informais realizadas em sites e redes sociais este numero é bem maior, inclusive entre o publico feminino que até pouco tempo atras era esmagadoramente contraria ao porte de armas e a revogação do desarmamento.

Segundo especialistas a violência desenfreada e a falta de ação por parte do poder publico, levam a este crescimento.

O principal argumento de quem defende a liberação do porte de arma está no fato de que apenas a população de bem foi desarmada, já que bandidos não se preocupam em respeitar a lei. Segundo eles, o desarmamento trouxe segurança aos criminosos que não se preocupam mais se o cidadão de bem está armado, facilitando a abordagem e assalto da população que se sente totalmente desprotegia.

Números recentes mostram que o desarmamento influenciou na queda dos homicídios (veja o gráfico abaixo), mas a explicação daqueles que defendem o porte de armas foi que a queda se deu em partes pela retirada das armas dos cidadãos de bem que não pode mais se defender diante de um crime, e dizem também que o numero de mortes de cidadão de bem só cresceu.

O Brasil tem 15 milhões de armas de fogo. Em cada 100 habitantes, apenas oito possuem armas de fogo. Nos Estados Unidos, em 2013, houve pouco mais de 11 mil mortes por armas de fogo. No Brasil, em 2010, houve mais de 36 mil mortes por armas de fogo. Nos Estados Unidos, com quase 20 vezes mais armas do que o Brasil, 58% dos homicídios ocorrem por armas de fogo. No Brasil, segundo dados da UNODC, de 2008, esse índice chega a 70%. A Suíça, por sua vez, é um dos países em que a população civil está mais armada no mundo. O número chega próximo ao dos Estados Unidos. Mesmo assim, em 2013, houve apenas 18 homicídios com armas de fogo naquele país. Armas não aumentam os homicídios!

No Brasil, dados da Polícia Federal e do Ministério da Justiça apontam que os Estados do Acre, Rio Grande do Sul, Roraima, Santa Catarina e Mato Grosso respondem por 33% das armas registradas na Polícia Federal. No entanto, os cinco Estados mais armados do país têm apenas 9% dos homicídios, segundo o Mapa da Violência de 2011. Já nos cinco Estados com menor número de armas legais, segundo os registros da Polícia Federal, os números são inversos. Pernambuco, Bahia, Ceará, Sergipe e Maranhão detêm 6% das armas legais e com registros ativos na Polícia Federal, mas respondem por 26% do total de mortes registradas em 2008. Estados com maiores índices de violência são os que têm menor número de pessoas com porte de armas autorizado pela Polícia Federal. O Amapá, quinto Estado mais violento segundo o Mapa da Violência de 2012, tem dois portes autorizados. Alagoas, o campeão da violência, tem 49. Já o Rio Grande do Sul tem o maior número de porte de armas, 1.060, e é o quinto Estado menos violento.Fonte : Sistema MPA

E você é a favor ou contra o porte de armas por parte do cidadão ?

Deixe seu comentário!