Connect with us

destaque

Cerca de 7% da população não conseguiu Auxílio por falta de celular

Publicado

on

Parte considerável da população brasileira tentou, mas não conseguiu obter o Auxílio Emergencial por causa da ausência de uma conexão com internet ou mesmo de um celular. Pelo menos é isso o que mostra uma pesquisa da Fundação Getúlio Vargas (FGV) que passou por um lançamento nesta semana.

De acordo com a pesquisa, cerca de 7% da população tentou, mas não conseguiu ter o Auxílio porque não tinha um celular. Essa taxa é bem maior quando a pesquisa considera apenas os mais pobres. Entre as pessoas das classes D e E, 20% não conseguiram pegar o benefício por esse motivo.

Vale lembrar que para se inscrever no Auxílio era necessário ter uma conexão com internet e um celular próprio. Na maioria dos casos, também era necessário ter um aparelho com sinal ativo para receber mensagens via SMS do Governo. Isso complicava muito a vida das pessoas que vivem na Zona Rural, por exemplo.

Entre as classes D e E, 22% não conseguiram Auxílio por uma falta de conexão com internet. Além disso, 28% não pegaram o benefício porque não sabiam mexer no aplicativo do Caixa Tem. Esse é o app que permite a movimentação do dinheiro do programa.

Para essas pessoas, não há muita saída neste momento. É que quem não se inscreveu no ano passado, seja pelo motivo que for, não pode receber o Auxílio Emergencial deste ano. Aliás, o Governo está pagando a segunda parcela do benefício atual.

Exclusão digital

Desde o início do Auxílio Emergencial ainda no ano passado, muito se fala sobre a questão da exclusão digital. E isso não só para as pessoas que tentaram se inscrever no programa. Mesmo os beneficiários que estão dentro do projeto costumam relatar alguns problemas.

Quem não tem uma conexão com internet, por exemplo, não pode mexer no dinheiro que recebeu do Auxílio até a data da liberação dos saques. E o intervalo entre as duas liberações costuma demorar um pouco. Em alguns casos, as pessoas precisam esperar até duas semanas.

Para quem está esperando pelo dinheiro, esse não é de fato um período curto. O Governo não deu nenhuma resposta para essa situação. Em entrevista, o Presidente da Caixa, Pedro Guimarães, disse apenas que a grande maioria dos brasileiros usa o app do Caixa Tem.

Além do Auxílio Emergencial

Como dito, não há muito o que fazer com a questão do Auxílio Emergencial. É que os pagamentos começaram e as regras estão postas. No entanto, dá para dizer que existe uma preocupação com programas futuros do Governo Federal. Um deles, por exemplo, é o novo Bolsa Família.

De acordo com o Presidente Jair Bolsonaro, o novo Bolsa será muito mais digital do que o projeto atual. Segundo ele, o processo de inscrição, por exemplo, vai passar a ser online e não mais nos pontos físicos das Prefeituras das cidades.

Por isso, há um temor de que as pessoas que estão excluídas digitalmente voltem a sofrer com esses problemas. No entanto, vale lembrar que o novo programa ainda não passou por uma aprovação. Isso quer dizer portanto que ele ainda deve passar por modificações.

Fonte: NOTÍCIAS CONCURSOS

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg
Publicidade

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade
error: O conteúdo está protegido !!