Connect with us

destaque

Cerca de 25% dos casos de espera do INSS são por falta de documentação

Publicado

on

Falta de documentos. Este é o motivo que está fazendo com que muita gente tenha que esperar mais tempo para a concessão de benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). De acordo com as informações oficiais, cerca de 1,8 milhão de pessoas estão esperando por uma resposta para os pedidos. Cerca de 25% delas são justamente por falta de documentação.

São portanto casos em que o próprio INSS não pode fazer muita coisa para mudar a situação. Isso porque se entende que eles não podem liberar o benefício antes de ter acesso ao documento de fato. Boa parte dessas situações, por exemplo acontecem na questão da pensão por morte.

É que obviamente nesta situação, o INSS pede a certidão de óbito da pessoa que morreu. Só que em determinados momentos, essa documentação demora muito para sair nos cartórios. Durante esse intervalo de tempo portanto, o processo vai ficando na fila e o cidadão fica sem saber se vai receber o benefício ou não.

De acordo com o próprio INSS, há um acordo entre o Instituto e cartórios do país. A ideia é justamente tentar acelerar esse processo de retirada do documento para a liberação do acordo em questão. No entanto, mesmo diante desse cenário, a fila está crescendo. Pelo menos é o que mostram os dados oficiais.

Seja por pensão por morte ou não, o fato é que o cidadão pode ter acesso aos documentos que o INSS exige para cada um dos pedidos. Para isso, basta pegar essa informação ligando para o número 135. Ainda há a opção de entrar no site oficial da autarquia para saber quais são as papeladas necessárias. É muito importante providenciar todo esse material o mais rapidamente possível.

Fila do INSS

Esse dado que aponta que algo em torno de 1,8 milhão de pessoas estão na fila para benefícios do INSS é ainda de julho. Ele representou portanto um avanço do que aquilo que se viu em junho. Apesar de os números não serem de meses mais recentes, eles são os últimos que passaram por divulgação.

Vale lembrar que as agências físicas do INSS passaram vários meses do ano passado fechadas. O motivo foi justamente a pandemia do novo coronavírus. Além disso, mesmo depois da reabertura ainda no final de 2020, o Instituto passou por problemas de greves com seus médicos peritos.

Todas essas situações fizeram com que o Instituto percebesse um aumento na sua fila de espera por análises de processos. O número, aliás, chegou a ser maior e atingiu os 2,3 milhões de brasileiros em situação de espera.

No aguardo

Juntando os números mais recentes do INSS e os dados do Bolsa Família, dá para dizer que o Brasil tem algo em torno de 3 milhões de pessoas esperando por benefícios sociais. São cidadãos que estão aguardando para receber uma ajuda neste momento.

De acordo com o Ministério da Cidadania, algo em torno de 1,2 milhão de pessoas estão na fila de espera do Bolsa Família neste momento. São portanto brasileiros que passaram pela seleção mas que por falta de verba do poder executivo, ainda não receberam nada.

O Governo vem prometendo acabar tanto com a fila do INSS como com a do Bolsa Família. No entanto, isso ainda deve demorar um pouco nos dois casos. De qualquer forma, membros do Palácio do Planalto afirmam que isso vai acontecer dentro de ais alguns meses.

Notícias Concursos

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg
Publicidade

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade