Connect with us

destaque

Busca por termo “Auxílio Emergencial” cresceu 76.000% no Brasil

Publicado

on

O termo “Auxílio Emergencial” é sem sobra de dúvidas um dos mais procurados de toda internet no Brasil. E de acordo com a plataforma Jemrush, a procura por ele cresceu 76.000% entre os meses de março de 2020 e março deste ano. Um fenômeno explosivo.

Os números mostram que muita gente passou a se importar mais com o assunto justamente por uma questão de necessidade. É que com os fechamentos da pandemia do novo coronavírus, ficou muito difícil manter uma fonte de renda. E aí essas pessoas precisaram cada vez mais da ajuda do Governo Federal.

Ainda de acordo com a Jemrush, o termo “redução do salário” também registrou um grande aumento. Entre março do ano passado e março deste ano, a internet registrou uma elevação de 2.438% no interesse das pessoas neste assunto.

Neste caso em particular, as pessoas que procuraram por esse termo devem ser trabalhadoras formais. Em 2020, o Governo Federal colocou em prática um projeto que permitiu um acordo de redução de salário. Esse programa, aliás, está valendo novamente agora em 2021.

O termo “como ser um entregador” também cresceu muito na internet. Ainda de acordo com a Jemrush, houve um crescimento de 1.600% nessa procura. Cada vez mais pessoas estavam procurando uma maneira de ganhar algum dinheiro nesta pandemia. E foi justamente por isso que essa procura cresceu.

Procura na internet

Esses números podem ajudar a entender o tamanho do nível da desigualdade social no país. É que quando a pandemia do novo coronavírus explodiu, o país acabou revelando ainda com mais força a necessidade das pessoas mais humildes do país.

O Governo Federal começou a pagar o Auxílio Emergencial ainda no início do período pandêmico em 2020. Naquele primeiro momento, as parcelas eram de R$ 600, podendo chegar em R$ 1200 nos casos das mães solteiras.

A partir de setembro, no entanto, esses valores caíram. Foi aí que o Governo Federal começou os pagamentos das parcelas de R$ 300 podendo chegar a R$ 600 no caso das mães solteiras. O programa chegou ao fim no final de dezembro e retornou agora em abril de 2021 com valores que variam entre R$ 150 e R$ 375.

Depois do Auxílio

Dentro do Governo Federal existe a ideia de que mesmo depois da pandemia, o país ainda vai ter uma massa da população com dificuldades para fazer uma renda. A ideia do Palácio do Planalto é criar algum tipo de projeto para entrar justamente no lugar do Auxílio Emergencial e atender essas famílias mais humildes.

E são muitas ideias. O Ministro da Cidadania, João Roma, disse que o melhor a se fazer é reformular o atual Bolsa Família para que ele fique pronto em agosto. Seria portanto o mês que sucede o fim do Auxílio Emergencial. No entanto, muita gente prefere prorrogar o próprio Auxílio Emergencial.

Entre essas pessoas está o próprio Presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (DEM-MG). Em entrevista recente, ele disse que o Congresso precisa discutir uma prorrogação do Auxílio Emergencial por um ou dois meses. O Governo Federal, no entanto, ainda não bateu o martelo para nenhuma dessas ideias.

FONTE: NOTÍCIAS CONCURSOS

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade
error: O conteúdo está protegido !!