Connect with us

destaque

Brasileiros estão recebendo salários cada vez menores, mostra pesquisa

Publicado

on

O salário dos trabalhadores está ficando cada vez menor. Pelo menos é isso o que mostra uma pesquisa da consultoria IDados. De acordo com o levantamento, mesmo os brasileiros que estão conseguindo emprego formal ou informal estão recebendo menos do que os empregados dos anos anteriores recebiam.

Segundo o levantamento, algo em torno de 30,2 milhões de trabalhadores no Brasil recebem até R$ 1,1 mil por mês. Esse é portanto o valor do salário mínimo. Neste grupo, se incluem basicamente a grande maioria dos trabalhadores informais. São pessoas que, por causa da falta de um emprego formal, estão vivendo com o dinheiro de bicos.

Esse número de trabalhadores que estão recebendo até um salário mínimo representa algo em torno de 34,4% da população ocupada no Brasil. De acordo com a IDados, esse é a maior alta desde o início da série histórica que começou ainda em 2012. Isso quer dizer que nunca se registrou tanta gente recebendo tão pouco como agora.

Para chegar neste resultado, a consultoria se baseou na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAd). É portanto um levantamento que leva em consideração dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esses números acabam revelando que tem muita gente precisando de ajuda financeira.

Analistas acreditam que uma série de situações fez com que o Brasil chegasse neste nível. Uma delas é a pandemia do novo coronavírus. De acordo com esses números, dá para dizer que a situação pandêmica acabou piorando ainda mais o cenário de um país que já não estava passando pelos seus melhores momentos.

Plano de Guedes para salários

É portanto um cenário muito difícil para o Ministro da Economia, Paulo Guedes. É que em entrevistas recentes, ele vem dizendo que vai poder mudar esse cenário e dar emprego para as pessoas que estão passando por necessidades.

De acordo com o Ministro, existe uma série de projetos neste sentido. A questão é que nenhum deles saiu do papel ainda. E de acordo com informações de bastidores, o mais provável é que alguns deles acabe nem se tornando uma realidade.

Vale lembrar também que o Ministro Paulo Guedes também prometeu aumentar a oferta de emprego no início deste ano. Só que isso não aconteceu. Pelo contrário. Em meados de abril, o Governo Federal decidiu retomar os pagamentos do Auxílio Emergencial.

Auxílio Emergencial chegando ao fim

E falando nesse projeto, esse é mais um problema. É que de acordo com as informações oficiais, esse Auxílio está bem perto de chegar ao fim. Segundo o Ministério da Cidadania, faltam apenas dois pagamentos para o fim do benefício.

Com isso, algo em torno de 35,4 milhões de pessoas que hoje recebem esse dinheiro, deixarão de receber o montante a partir de novembro. Pelo menos essa é a ideia até aqui. De acordo com o Governo Federal, pelo menos uma parte desses cidadãos deverá migrar para o novo Bolsa Família.

Só que há outro problema neste sentido. É que não tem vaga para todo mundo. Nem o mais otimista membro do Governo Federal acredita que dá para inserir todas essas pessoas no programa que deve entrar em cena a partir de novembro.

Notícias Concursos

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg
Publicidade

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade