Connect with us

destaque

Brasil sobe cinco posições e chega ao 57º lugar no Ranking Global de Inovação

Publicado

on

O Brasil apresentou uma melhora em sua posição no Ranking Global de Inovação. Apesar de nesse momento o país ter subido cinco posições, ele já ocupou uma colocação melhor em anos anteriores. Isso ocorreu, por exemplo, no ranking de 2011, quando estava no 47º lugar.

A economia brasileira ficou em 57º lugar em um ranking que analisou 132 nações, com o levantamento tendo sido divulgado pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual, que foi feito em parceria com outras instituições. No Brasil, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) é quem esteve na parceria para divulgação dos dados.

De acordo com a avaliação da CNI, a colocação do Brasil é incompatível com um dos países que está entre as 10 maiores economias do planeta. Já antes da pandemia, a realidade do país era ter um setor empresarial sofisticado, porém pouco produtivo em quesito de inovações.

Suíça está na liderança do Ranking Global de Inovação

A Suíça é quem ficou na liderança do ranking, seguida da Suécia e dos Estados Unidos no pódio. Completam o top 10: Reino Unido, Coréia do Sul, Holanda, Finlândia, Singapura, Dinamarca e Alemanha.

Índice Global de Inovação leva em conta diversos indicadores da instituição, que vão desde pesquisa, capital humano, sofisticação do mercado, sofisticação empresarial, além dos produtos para criação e conhecimento.

No levantamento deste ano, o Brasil se destaca em sofisticação empresarial (34º posição), além de capital humano onde ficou na 48º posição. Porém, quando o quesito é instituições, fica apenas na 78º posição.

Comparação do desempenho do Brasil em relação a outros países da América Latina

Além do Brasil, o Ranking Global de Inovação analisou países do Caribe e América Latina, onde o Brasil aparece na quarta colocação em relação à 18 países analisados. O país ficou atrás do Chile, que aparece na 53º posição, México em 55º lugar e Costa Rica em 56º, uma posição à frente do Brasil.

Quando a comparação leva em conta apenas os países do grupo econômico Brics, o Brasil fica à frente apenas da África do Sul, que está na 61º posição. A China é o país mais bem colocado, na 12º posição, seguido da Rússia 45º e a Índia na 46º posição.

O que o Brasil precisaria mudar para se tornar um dos países mais inovadores do mundo?

De acordo com uma pesquisa que foi realizada pelo Grupo Forbes em 2018, o Brasil tinha apenas uma empresa entre as 100 mais inovadoras do mundo, na ocasião a Cielo, que ocupava a 74º posição.

O resultado diz muito sobre o ponto em que estamos em quesito de inovação e tudo que será necessário fazer para tornar de fato o Brasil um país que chame a atenção não apenas na região, mas também dos países mais desenvolvidos.

Porém, o cenário para quem deseja buscar no inovação no Brasil ainda não é muito positivo, principalmente pelo excesso de burocracia que ainda paira pelo país. Mesmo com a Lei da Inovação que foi implantada em 2004, a nação ainda não deu grandes saltos, apesar do surgimento de inúmeras fintechs de lá para cá.

Notícias Concursos

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg
Publicidade

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade