Connect with us

destaque

Bolsonaro da pronunciamentos errôneos e critica lockdown ao vivo

Publicado

on

Um dia após anunciar a criação de comitê para combater a pandemia de covid-19, o presidente Jair Bolsonaro sem partido) distorceu dados, mentiu sobre a vacinação no Brasil e voltou a criticar políticas de lockdown em live atípica, curta e sem convidados na noite de hoje.

Entre seus argumentos, voltou a citar, fora de contexto, o fato de a chanceler Angela Merkel ter suspendido um lockdown na Alemanha. Segundo ele, Merkel cancelou a medida devido aos efeitos que teria na economia. Na verdade, a chanceler argumentou que não havia tempo hábil para implementá-la. “Ali ela fez um mea-culpa e falou que foi um erro. Quem falou foi ela, quem falou são os jornais”, disse, distorcendo o que ela assumiu como erro.

Em live, Bolsonaro diz que o PIB brasileiro foi o quarto do mundo com menor queda. A afirmação é mentirosa e foi feita como forma de defender a condução econômica do governo durante a pandemia.

No ano passado, a economia do país encolheu 4,1%. Segundo a agência de classificação de risco Austin Rating, o desempenho da economia nacional foi apenas o 21º menos drástico. O país ficou atrás de economias muito menores, como a Lituânia (-0,9%), a Nigéria (-1,9%), a Estônia (-3%) e a Letônia (-3,6%). Ficou também atrás da Noruega (-0,8%), da Coreia do Sul (-1%), de Israel (-2,2%) e dos Estados Unidos (-3,5%). Apenas três países tiveram crescimento no PIB no ano passado: Taiwan (+3,1%), China (+2%) e Turquia (+1,6%). Tirando esses locais do ranking, a economia brasileira 19º que menos encolheu.

Também foi dito erroneamente pelo presidente que o Brasil aplica em média 500 mil vacinas por dia, porém a informação não procede. Durante os 67 dias de campanha de vacinação, entre 17 de janeiro e 25 de março, foram aplicados 18.590.208 imunizantes — somando primeiras e segundas doses. A média é em torno de 277 mil vacinas aplicadas por dia, bem menos do que o declarado por Bolsonaro. Ontem (24), o novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, declarou que vacinará 1 milhão de pessoas por dia. Mas cálculos feitos pelo UOL apontam que nesse ritmo, o estoque de doses deve acabar em 11 dias. Além disso, a pasta já anunciou seis vezes a redução de vacinas aplicadas.

Fonte: UOL

Entre no nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram 

Publicidade

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade
error: O conteúdo está protegido !!