Connect with us

destaque

Bolsa Família deve abrir 1,2 milhão de novas vagas ainda este ano

Publicado

on

O Bolsa Família do Governo Federal deverá inserir ainda neste ano cerca de 1,2 milhão de novos usuários. Pelo menos essa é a projeção do próprio Palácio do Planalto neste momento. Essa pode ser portanto uma oportunidade para aquelas pessoas que estão tentando receber algum tipo de benefício neste momento.

De acordo com o Ministério da Cidadania, a versão atual do Bolsa Família atende algo em torno de 14,6 milhões de pessoas. Em declaração recente, o Presidente Jair Bolsonaro confirmou que a ideia do Governo Federal é subir este número para a casa dos 17 milhões de usuários a partir de novembro.

Em tese, o aumento é de algo em torno de 2,4 milhões de brasileiros. No entanto, é preciso subtrair desta conta as vagas para as pessoas que estão na fila de espera para entrar no programa. Segundo informações mais recentes do próprio Ministério da Cidadania, cerca de 1,2 milhão de indivíduos estão nesta situação.

Então quando o novo Bolsa Família entrar em cena a partir de novembro, imagina-se que o programa vai inserir imediatamente essas pessoas que estão esperando há tempos. São brasileiros que possuem uma certa prioridade. Então eles irão pegar 1,2 milhão dessas 2,4 milhões de novas vagas para entrar no projeto.

Por essa lógica, sobram então mais 1,2 milhão de entradas. Em tese, se entende que essa pode ser uma oportunidade para os brasileiros que estão em situação de vulnerabilidade mas que devem ficar sem receber nada a partir do próximo mês de novembro. Pelo menos é o que sabe até aqui.

Vagas

A grande questão neste momento é que se sabe que essas 1,2 milhão de vagas para novos usuários não são suficientes para todo mundo. Só com o fim do Auxílio Emergencial do Governo Federal em outubro, algo em torno de 25 milhões de pessoas passarão a ficar sem nenhum tipo de ajuda.

Além disso, há também uma parte da população que não está recebendo nada já de agora. São brasileiros que estão em situação de vulnerabilidade, estão sem emprego e mesmo assim não estão recebendo nem o Auxílio Emergencial e nem o Bolsa Família.

Em declaração recente, o Ministro da Cidadania, João Roma, admitiu que o Governo Federal precisa encontrar uma saída para essas milhões de pessoas. Ele, no entanto, não disse se existe um projeto deste tipo sendo preparado para esses cidadãos.

Novo Bolsa Família

De acordo com o Governo Federal, a ideia central é começar os pagamentos do Auxílio Brasil exatamente um mês depois do fim dos repasses do Bolsa Família e do Auxílio Emergencial. A ideia é justamente fazer com que os usuários acabem migrando de programa.

Quando se compara o novo Bolsa Família com a versão atual do projeto, sabe-se que vai existir um aumento. Além do número de usuários, os valores médios devem subir dos atuais R$ 189 para algo em torno de R$ 300.

Para que isso acontecesse, o Presidente Jair Bolsonaro acabou tomando uma decisão polêmica. O chefe do poder executivo passou por cima de uma promessa de campanha e decidiu aumentar impostos.

Notícias Concursos

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg
Publicidade

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade