Connect with us

destaque

Bolsa do Povo: o que fazer quando se perde o cartão do benefício

Publicado

on

O Governo do estado de São Paulo está retomando nesta semana os pagamentos da segunda parcela do Vale-Gás. O benefício em questão tem como objetivo ajudar as pessoas a comprarem botijões neste momento. Para sacar o dinheiro deste programa é preciso usar o cartão oficial do projeto Bolsa do Povo. E aí está um problema para muita gente.

É que o Governo de São Paulo enviou esse objeto para as pessoas há mais de dois meses. Pode ser que alguns usuários tenham perdido esse documento. Além disso, há também casos de assalto. O que fazer nessas situações? É possível reverter esse problema e pegar um novo cartão para receber o Vale-gás?

De acordo com as informações oficiais, essa possibilidade existe. Para isso, no entanto, é preciso entrar em contato com as fontes oficiais do programa. Não é um caminho muito difícil. Basta ligar para o número 0800 7979 800. A ligação é gratuita e o próprio atendente vai guiar o cidadão no processo de cancelamento do cartão perdido e na aquisição de um novo.

Outra opção é mandar uma mensagem para o WhatsApp do programa. O número é o (11) 98714-2645. Neste caso, no entanto, o Governo de São Paulo informa que o atendente é digital. Então essa pode não ser uma boa escolha para as pessoas que precisam tratar de casos mais específicos que demandem a conversa com um humano.

De qualquer forma, os organizadores do projeto indicam que é melhor notificar essa perda ou esse roubo o quanto antes. É que quanto mais rápido se fizer isso, mais rapidamente o Governo vai conseguir cancelar o cartão. Assim, diminuem as chances de alguém conseguir aplicar um golpe no benefício.

Bolsa do Povo

O Vale-gás de São Paulo está papando três parcelas bimestrais de R$ 100. Isso quer dizer portanto que cada uma das mais de 400 mil famílias estão recebendo esse dinheiro de dois em dois meses. A ideia, como dito, é ajudar na compra do botijão de gás.

Nesse programa estadual, só podem receber o dinheiro aqueles que possuem uma renda per capita inferior ao limite de R$ 178. É que o foco do Governo de São Paulo é atender primeiramente as pessoas que estão em situação de pobreza ou de extrema-pobreza.

Além disso, o cidadão vai precisar residir no estado e ter um cadastro ativo no Cadúnico. Por fim, eles estão proibindo que usuários que recebem o Bolsa Família do Governo Federal acabem recebendo também este benefício. Pelo menos é o que diz a regra.

Vale-gás

Em um nível nacional existem vários projetos para o pagamento de um vale-gás para a população brasileira. Esse é um dos principais pedidos que a população vulnerável está fazendo neste momento. Pelo menos é o que se vê nas redes sociais.

Acontece que o preço do botijão está subindo continuamente no Brasil. Em alguns estados, como o Mato Grosso do Sul, o preço desse utensílio está passando da média de R$ 130. E a média nacional está batendo os R$ 100.

Para uma família que vive apenas com R$ 150 do Auxílio Emergencial a situação beira ao desespero. É que depois de comprar o botijão, não sobra de fato quase nada para a compra de produtos essenciais. E isso é um grande problema no Brasil neste momento.

Notícias Concursos

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg
Publicidade

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade