Connect with us

destaque

Auxílio: Governo vai desbloquear 109 mil contas de mães solo

Publicado

on

Depois de muita pressão, o Governo Federal se manifestou sobre a situação de mães solo que perderam o Auxílio Emergencial nos últimos dias. De acordo com o Ministério da Cidadania, cerca de 109 mil contas serão desbloqueadas e as pessoas deverão saber disso entre os próximos dias 3 e 4 de agosto.

Quem disso isso foi o próprio Ministro da Cidadania, João Roma. De acordo com ele, o Governo chegou a bloquear cerca de 136 mil contas do Auxílio Emergencial. Isso considerando apenas os casos das mães que são chefes de família. Muitas delas estavam pedindo explicações sobre esses cancelamentos.

“Um processo de análise interna levou à suspensão de mais de 600 mil benefícios para avaliação de inconformidades. Entre esses casos, estão 136 mil mães solo, das quais 109 mil já foram desbloqueadas. E elas poderão conferir as informações sobre o desbloqueio entre os dias 03 e 04/08”, postou ele em sua conta oficial do Twitter.

Nos últimos dias, várias mães que passaram por esse cancelamento estavam cobrando explicações do Governo Federal. No geral, elas estavam afirmando que o Dataprev não estaria fornecendo nenhuma justificava para os cancelamentos. Além disso, elas disseram que não tiveram nenhuma possibilidade de contestação.

O Ministro disse que o Governo está realizando essas análises por uma questão de prevenção contra golpes. De acordo com dados do Tribunal de Contas da União (TCU) o Planalto gastou bilhões de reais em pagamentos indevidos do Auxílio Emergencial no ano passado. Por isso, eles não querem repetir a dose.

Outros casos

Apesar de dizer que o Governo Federal vai desbloquear boa parte dessas contas, o Ministério alerta que isso não vai valer para todo mundo. De acordo com o próprio Ministro da Cidadania, uma parte dessas mulheres vai continuar com essa conta suspensa.Você Pode Gostar Também:

Então na prática o que o Governo está dizendo é que vai analisar a situação caso a caso. De qualquer forma, o Ministro João Roma garantiu que a grande maioria das pessoas que tiveram o cancelamento irão voltar a receber o benefício.

“Restam cerca de 27 mil cadastros de mães solo suspenso, pois serão reavaliados nesta sexta(30) e contemplados no próximo ciclo de pagamento do Auxílio Emergencial”, disse o Ministro sobre esses casos remanescentes

Auxílio retroativo

Em todos os casos, quem teve o cancelamento do benefício e depois voltar a ter o direito vai poder receber o dinheiro de forma retroativa. Isso quer dizer portanto que esse cidadão vai poder  pegar todas as parcelas do programa em questão.

“Todas as pessoas que tiverem o beneficio desbloqueado vão receber o pagamento retroativo” garantiu o Ministro João Roma em seu perfil no Twitter. Rapidamente a mensagem viralizou entre os indivíduos que tiveram o cancelamento no Auxílio Emergencial.

De acordo com as informações do próprio Governo Federal, mais de 2 milhões de pessoas tiveram o cancelamento no Auxílio entre os meses de abril e junho. Hoje, cerca de 37 milhões de brasileiros recebem as parcelas do benefício.

Notícias Concursos

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg
Publicidade

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade