Connect with us

destaque

Auxílio emergencial: Veja qual bloqueio não é passível de contestação

Publicado

on

A Controladoria Geral da União (CGU) segue de olho em possíveis irregularidades nos pagamentos do Auxílio Emergencial. Neste último mês de junho, por exemplo, informações oficiais dão conta de que eles bloquearam de uma só vez as contas de mais de 600 mil brasileiros de uma hora para outra.

De acordo com as informações do Governo Federal, essas pessoas não podem contestar o resultado. Pelo menos não neste primeiro momento. A informação que se tem até aqui é que a CGU pode até abrir a possibilidade de uma contestação, mas isso não aconteceu agora. Eles ainda não tomaram uma decisão.

Vale lembrar que o Governo Federal está realizando cortes em benefícios por dois meios. O primeiro é esse da CGU. A Controladoria está analisando as informações dos usuários e decidindo quem está praticando fraudes. O outro modo é o Dataprev. O órgão está analisando os dados cadastrais de cada um dos trabalhadores que recebem o valor.

No caso do Dataprev, a possibilidade de contestação do resultado existe, pelo menos para algumas pessoas. Aliás, vale lembrar que os brasileiros que tiveram o cancelamento no último mês de junho, têm até este próximo sábado (24) para realizar o envio da contestação. Se eles não fizerem, não poderão reclamar depois.

No caso das pessoas que tiveram o bloqueio pela CGU, o que resta neste momento é esperar. É que em tese esses brasileiros não tiveram apenas uma mudança nos seus dados cadastrais. De acordo com a Controladoria, eles estariam fraudando os pagamentos do benefício. E por isso eles tiveram o cancelamento imediato.

Dataprev

No entanto, vale lembrar que mesmo no caso do Dataprev, muita gente diz que não está conseguindo fazer a contestação. Essas pessoas afirmam que não aparece o botão da contestação no site da consulta do Auxílio.

Sobre isso, o Dataprev explica que nem todo mundo tem o direito de fazer a contestação. De acordo com o órgão, em alguns casos o bloqueio é definitivo. Nesta situação, nada vai mudar o resultado final da análise.

De acordo com o Dataprev isso acontece sempre que os dados mostram uma situação definitiva na conta do usuário. Segundo o órgão, nada do que esse cidadão disser vai fazer o benefício voltar a ser pago para ele.

Auxílio Emergencial

De acordo com a própria CGU, o Governo Federal gastou bilhões de reais em pagamentos indevidos do Auxílio Emergencial no ano passado. Eles afirmam que o Planalto precisa criar medidas para impedir que isso se repita neste ano.

Segundo o Ministério da Cidadania, a versão 2021 do benefício começou a ser paga oficialmente ainda no último mês de abril. Eles começaram fazendo as liberações para cerca de 39 milhões de brasileiros.

No entanto, esse número foi diminuindo com o passar dos meses. É que o Dataprev e a CGU foram bloqueando uma série de contas. De acordo com os dados oficiais, mais de 2 milhões de brasileiros perderam os seus benefícios até este momento.

Notícias Concursos

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg
Publicidade

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade