Connect with us

destaque

Auxílio emergencial: usuários relatam medo de novos bloqueios no programa

Publicado

on

O Governo Federal anunciou recentemente a prorrogação do Auxílio Emergencial por mais três meses. Com isso, os pagamentos do programa, que iriam durar até julho, agora devem seguir até, pelo menos, o próximo mês de outubro. Os 37 milhões de brasileiros que recebem o benefício atualmente entram nos meses adicionais automaticamente.

Até aí parece tudo muito bem. No entanto, esses 37 milhões de usuários estão relatando apreensão neste momento. É que qualquer um deles pode acabar passando por bloqueios do benefício a qualquer momento. E de acordo com o próprio Governo Federal, isso pode acontecer mesmo.

É que a ideia do Palácio do Planalto é seguir investigando a fundo as contas de cada um desses usuários. De acordo com informações oficiais, o Dataprev vai seguir realizando reanálises nesses perfis mensalmente. Quem não estiver dentro de todas as regras do programa passa automaticamente por um bloqueio na conta do benefício.

Em tese, as pessoas que não possuem nenhum pendência poderiam ficar tranquilas. No entanto, nas redes sociais estão crescendo relatos de usuários que garantem que estão obedecendo todas as regras e que mesmo assim passaram pelos bloqueios. Muitos deles não estão podendo nem questionar o resultado.

De acordo com o próprio Dataprev, cerca de 2 milhões de brasileiros tiveram o Auxílio Emergencial bloqueado. Isso considerando apenas o período que durou entre os meses de abril e junho deste ano. Uma parte dessas pessoas retomou o direito ao benefício. Antes disso, no entanto, eles tiveram que passar por uma longa dor de cabeça.

O que diz o Governo

O Governo Federal argumenta que esses bloqueios são necessários. De acordo com membros do Palácio do Planalto, essas análises constantes do Dataprev servem justamente para tentar impedir que golpes continuem acontecendo.

De acordo com números do Tribunal de Contas da União (TCU) e da Controladoria Geral da União (CGU), o Governo pagou bilhões de reais em repasses indevidos do Auxílio Emergencial no ano passado. Eles não querem que esse cenário se repita agora.

É por isso que o Governo decidiu manter o processo de análise do Dataprev. Então sempre entre os pagamentos de dois ciclos, eles irão reavaliar as contas de cada um dos 37 milhões de brasileiros que estão recebendo as parcelas do Auxílio Emergencial.

E se o bloqueio no Auxílio acontecer?

Se os bloqueios podem acontecer, o trabalhador precisa ficar atento ao site oficial da consulta do Auxílio. O ideal é ficar de olho neste endereço e visitar a sua conta conta oficial com o máximo de frequência possível.

É que é justamente neste site que o Dataprev vai informar como está a situação da conta. Em caso de bloqueio, o cidadão vai ter um prazo de 10 dias para fazer a contestação. Pessoas que não costumam olhar o site com frequência, podem acabar nem sabendo que tiveram a suspensão e aí podem até perder esse prazo para contestar.

Vale lembrar, no entanto, que esse processo de contestação não vale para todas as pessoas. De acordo com o próprio Dataprev, em alguns casos o cancelamento é definitivo. E aí não é possível reclamar do resultado final.

Notícias Concursos

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg
Publicidade

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade