Connect with us

destaque

Auxílio emergencial para 39 milhões de brasileiros em pelo menos 1 parcela

Publicado

on

O Governo Federal está prestes a terminar de vez os pagamentos do Auxílio Emergencial. O programa em questão está atendendo neste momento algo em torno de 35 milhões de pessoas. Só que o número total de usuários que receberam pelo menos uma parcela do benefício é um pouco maior: 39 milhões.

Esse é o número de pessoas que receberam pelo menos uma parcela do Auxílio Emergencial entre os meses de abril e outubro. Esse dado considera apenas o que aconteceu neste ano de 2021. Em 2020, também de acordo com o Governo Federal, esse número chegou a beirar a marca dos 70 milhões.

Desde que começou os pagamentos do Auxílio Emergencial ainda no ano passado, a tendência foi de queda no número de beneficiários. Com o passar dos meses, o programa foi se concentrando em uma parcela específica da sociedade. Muita gente que foi ficando pelo caminho ainda reclama de supostas injustiças nos bloqueios das contas.

Como dito, no começo dos pagamentos ainda em 2020, o programa chegou a atender quase 70 milhões de pessoas. Em setembro daquele mesmo ano, quando eles começaram a pagar o residual pela metade do valor, eles cortaram o número de usuários para algo em torno de 48 milhões de brasileiros.

Depois de um hiato de três meses sem pagamentos, o Governo Federal optou por retomar os repasses em abril deste ano. Só que desta vez, menos indivíduos podiam pegar o dinheiro. Eles retomaram as liberações para cerca de 39 milhões de pessoas. Alguns meses depois esse patamar caiu e agora é de 35 milhões. Tudo de acordo com o Ministério da Cidadania.

Cancelamentos

Quem ficou até o final dos pagamentos do Auxílio Emergencial teve que conviver com os medos dos cancelamentos. É que especialmente neste segundo ano, eles estavam acontecendo com uma certa frequência.

De acordo com as informações do próprio Governo Federal, a Dataprev acabou ficando responsável por analisar periodicamente as contas de todos os usuários do Auxílio Emergencial. O objetivo era claramente identificar possíveis irregularidades.

Dessa forma, muita gente acabou ficando pelo caminho entre um pagamento e outro. Estima-se que entre os meses de abril e outubro, algo em torno de 5 milhões de pessoas tenham perdido o Auxílio Emergencial no meio do caminho.

Segurança no Auxílio Emergencial

O objetivo dessas análises da Dataprev foi justamente aplicar mais um processo de segurança. Em entrevista, o Ministro João Roma disse que apesar das críticas, o fato é que isso teria ajudado a evitar que irregularidades acontecessem.

Hoje, de acordo com o Ministério da Cidadania, é provável que esse ritmo de análises se estenda também para o novo Bolsa Família. O programa, que deve passar a se chamar Auxílio Brasil, tem estreia prevista para o próximo mês.

Só que ao contrário do Auxílio Emergencial, que chegou a atender cerca de 39 milhões de pessoas, o novo Bolsa Família promete ser bem mais modesto. De acordo com informações do próprio Governo Federal, o novo benefício deve chegar na casa de cerca de 17 milhões de cidadãos.

Notícias Concursos

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade