Connect with us

destaque

Auxílio Emergencial: Governo diminui espaçamento entre pagamentos

Publicado

on

O Governo Federal divulgou nesta quinta-feira (12) o calendário oficial da prorrogação do Auxílio Emergencial para os informais. De acordo com as datas, dá para dizer que eles decidiram diminuir os espaçamentos entre os pagamentos das parcelas. Essa era uma reclamação antiga dos beneficiários do programa.

Vale lembrar que as datas dos repasses deste projeto não eram fixas. Isto é, elas variavam de um mês para o outro. Com isso, algumas anomalias acabavam acontecendo. Em alguns casos, por exemplo, alguns grupos tinham que esperar até 50 dias entre a liberação de um pagamento e outro.

Os beneficiários do programa passaram a reclamar muito desta questão nos últimos meses. Eles alegavam que o dinheiro do Auxílio Emergencial não era suficiente para se manter durante o mês. Pior ainda era a situação de quem precisava segurar o montante durante 40 ou 50 dias. Era uma situação complexa para esses cidadãos.

De acordo com o novo calendário, o espaço entre os pagamentos para todos os grupos está na casa de 30 dias. É assim que acontece normalmente com os repasses de programas sociais. Para se ter uma ideia, os informais que nasceram em janeiro irão receber a quinta parcela no dia 20 de agosto, e depois voltam a pegar o dinheiro no dia 21 de setembro. Eles fecham esses recebimentos no dia 20 de outubro.

Como se pode observar, esses trabalhadores irão esperar uma base de um mês entre um repasse e outro. A mesma lógica se observa entre os trabalhadores de todos os outros grupos. Vale lembrar que os pagamentos do Auxílio Emergencial obedecem o mês de aniversário de cada um dos usuários.

Olho nos saques

Essa lógica de diminuição do espaçamento entre os pagamentos vai ser vista também na liberação dos saques. De acordo com o calendário do programa, essas datas também estão obedecendo um espaço de um mês entre os repasses.

Quem nasceu em janeiro, por exemplo, vai poder sacar a quinta parcela do Auxílio Emergencial no próximo dia 1 de setembro. A sexta parcela vai passar por uma liberação no dia 4 de outubro e a sétima no dia 1 de novembro.

Essa é uma informação importante principalmente para as pessoas que não possuem conexão com internet. É que para esses indivíduos, a opção de saque é a única que existe dentro dos repasses do benefício

Bolsa Família é diferente

Vale sempre lembrar que essas regras não valem para as pessoas que estão no Auxílio Emergencial e que estão dentro do Bolsa Família. De acordo com o Governo Federal, esses indivíduos seguem um calendário próprio.

Segundo informações da Caixa, quem faz parte do Bolsa Família precisa seguir as mesmas datas que seguia no seu programa original. Na prática, nada muda para as pessoas que fazem parte desse grupo de beneficiários.

No entanto, vale lembrar que esses indivíduos irão receber também as três parcelas da prorrogação do benefício. Em tese, os valores também não mudam. Eles também recebem montantes que variam entre R$ 150 e R$ 375 a depender do público, assim como acontece com os informais.

Fonte: Notícias Concursos

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg
Publicidade

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade