Connect with us

destaque

Auxílio emergencial com prorrogação até abril de 2022

Publicado

on

Auxílio emergencial com prorrogação até abril de 2022. É isso que se especula no momento, sobretudo porque o Auxílio Brasil (possível substituto do Bolsa Família), pode não ser lançado pelo Governo Federal. O motivo, segundo fontes do governo, a proposta que promete viabilizar o novo programa social está com dificuldades de ser aprovada. Segundo informações de bastidores, o governo federal tem uma saída: prorrogar o auxílio emergencial caso o novo Bolsa Família não seja lançado.

“Estudos sempre existem. Estamos avaliando [a prorrogação do auxílio emergencial até abril de 2022], mas não há nenhuma definição”, disse um auxiliar do governo presente na tramitação da proposta.

A possível prorrogação do auxílio emergencial vem sendo amplamente discutida nos últimos dias principalmente porque o governo federal vem tendo dificuldades em conseguir aprovar o Auxílio Brasil. A falta de recursos financeiros pode comprometer a implementação do benefício. Sendo assim, a equipe procura buscar novas fontes através da PEC dos precatórios e da Reforma do Imposto de Renda no Senado Federal.

Ademais, o presidente Jair Bolsonaro também está inclinado a prorrogar o auxílio emergencial por mais tempo. Recentemente, o chefe do executivo federal deu indícios que o auxílio emergencial pode ser prorrogado. Na ocasião, Bolsonaro ressaltou as dificuldades oriundas da pandemia e consequentemente o agravamento da situação social, considerando a perda de renda e aumento da inflação.

“Temos que trabalhar, sim, para atender a esses que ainda não retornaram ao mercado de trabalho. O Brasil é grande, o Brasil é próspero. Temos um país rico e podemos atender aos mais necessitados por mais algum tempo”, disse Bolsonaro.

Guedes também sinaliza prorrogação

Durante esta semana, o ministro da Economia, Paulo Guedes, sinalizou que o benefício será prorrogado por mais tempo. A declaração foi dada em cerimônia no Palácio do Planalto e as informações são da Agência o Globo.

“O ministro Tarcísio (de Freitas, da Infraestrutura) vai vender mais 22 aeroportos. O ministro Rogério Marinho (do Desenvolvimento Regional) vai concluir as obras. O ministro João Roma vai estender o auxílio emergencial. Nós somos um time remando pelo Brasil”, disse Guedes.

O presidente Jair Bolsonaro também está inclinado a prorrogar o auxílio emergencial por mais tempo. Em discurso na Bahia, o presidente disse que o Brasil é um país rico e poderia “atender os mais necessitados por mais tempo”.

“Temos que trabalhar, sim, para atender a esses que ainda não retornaram ao mercado de trabalho. O Brasil é grande, o Brasil é próspero. Temos um país rico e podemos atender aos mais necessitados por mais algum tempo e pedimos a Deus que essa pandemia se vá logo embora e todos nós possamos voltar logo à normalidade”, declarou o presidente durante seu pronunciamento. 

A ideia inicial de Paulo Guedes, inicialmente, era realizar uma reformulação do programa Bolsa Família. Para isso, a ideia seria dar prosseguimento com o lançamento do Auxílio Brasil. Sem aprovação de reformas que bancariam o benefício, a prorrogação do auxílio emergencial 2021 pode ser tornar uma realidade.

Notícias Concursos

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg
Publicidade

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade