Connect with us

destaque

Auxílio Emergencial: Caixa libera saque para nascidos em agosto

Publicado

on

Os beneficiários do Auxílio Emergencial nascidos em agosto, podem sacar a 4ª parcela do auxílio a partir de hoje (12). O saque que estava agendado para o dia 1º de setembro, foi antecipado em quase três semanas pela Caixa Econômica Federal.

O dinheiro já havia sido depositado nas poupanças digitais dos indivíduos, mas até então só podia ser movimentado por meio do aplicativo. No Caixa Tem é possível realizar o pagamento de contas (como água, luz, telefone), boletos, e realizar compras virtuais ou com QR Code. Também é possível transferir o benefício do App para uma conta-corrente, sem custos adicionais.

Veja as datas para saque da 4ª parcela

Nascidos em:Data:
Janeiro02/08
Fevereiro03/08
Março04/08
Abril05/08
Maio09/08
Junho10/08
Julho11/08
Agosto12/08
Setembro13/08
Outubro16/08
Novembro17/08
Dezembro18/08

Para sacar a parcela em espécie nas agências da Caixa, é necessário gerar um código por meio do Caixa Tem. Para isso, basta fazer login no aplicativo, selecionar a opção “saque sem cartão” e em seguida clicar em “gerar código de saque”.

Prorrogação do Auxílio Emergencial

No mês de junho, o líder do executivo, Jair Bolsonaro (sem partido), assinou a prorrogação do Auxílio Emergencial. As novas parcelas que devem ser pagas entre os meses de agosto, setembro e outubro de 2021, são de R$ 150 a R$ 375, dependendo do núcleo familiar do beneficiário.

Como na prorrogação anterior, não estão abertos novos cadastros para o benefício. De acordo com o governo federal, apenas entrarão no programa aqueles que estavam elegíveis para recebimento do auxílio em dezembro de 2020. Além disso, as regras estabelecidas para o benefício em 2021, estão mais rigorosas.

Programa Auxilio Brasil

Com o Auxílio Emergencial chegando ao fim, o governo federal vem trabalhando no desenvolvimento de um novo benefício. O Programa Auxilio Brasil (uma reformulação do Bolsa Família) tem como objetivo contribuir com a população mais vulnerável economicamente.

“Sabemos que a pandemia trouxe uma inflação dos alimentos para o mundo todo e não podemos deixar desassistidos justamente os mais vulneráveis”, afirmou o presidente, Jair Bolsonaro.

O Ministério da Cidadania ainda afirmou que o novo programa do governo federal, deve ampliar o número de beneficiários. Hoje, o Bolsa Família contempla 14,6 milhões de indivíduos. Com as mudanças, o governo pretende chegar a atender 16 milhões de famílias em situação de pobreza ou pobreza extrema.

“O Auxílio Brasil passa a ser o novo programa social do Governo Federal que agrega o programa de distribuição de renda, além de um mecanismo de proteção social para aquelas pessoas em situação de vulnerabilidade. Ele busca também promover seu desenvolvimento de forma a apresentar a essas pessoas políticas mais eficazes focando tanto na primeira infância como seguindo trilhas de emancipação”, disse João Roma, ministro da Cidadania.

A medida provisória do Auxilio Brasil foi entregue à câmara dos deputados na semana passada, por Bolsonaro. A previsão é de que o programa tenha início em novembro, após o pagamento da última parcela do Auxílio Emergencial.

Fonte: Notícias Concursos

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade
error: O conteúdo está protegido !!