Connect with us

destaque

Auxílio emergencial 2021: Grupo tem benefício bloqueado pelo Governo

Publicado

on

Cerca de 136 mil mães solo tiveram o Auxílio Emergencial bloqueado nas últimas semanas. Quem deu esse número foi o próprio Ministério da Cidadania. De acordo com os dados, boa parte dessas mulheres deve passa por um desbloqueio na conta ainda nesta semana ou na próxima. Pelo menos essa é a ideia até aqui.

O Ministério da Cidadania está fornecendo esse número de bloqueios depois de muita pressão sobre essas informações. Milhares de mães que passaram pelo cancelamento estavam usando as redes sociais para pedir respostas para esse problema. Boa parte delas afirma que nem conseguiam contestar o resultado da negativa.

De acordo com o Governo, a Controladoria Geral da União (CGU) bloqueou as contas de cerca de 600 mil usuários do Auxílio nas últimas semanas. Deste montante, cerca de 136 mil são mães chefes de família. De acordo com o Ministro da Cidadania, João Roma, pelo menos 109 mil pessoas desse grupo tiveram o desbloqueio das contas.

“Um processo de análise interna levou à suspensão de mais de 600 mil benefícios para avaliação de inconformidades. Entre esses casos, estão 136 mil mães solo, das quais 109 mil já foram desbloqueadas. E elas poderão conferir as informações sobre o desbloqueio entre os dias 03 e 04/08”

“Restam cerca de 27 mil cadastros de mães solo suspenso, pois serão reavaliados nesta sexta (30) e contemplados no próximo ciclo de pagamento do Auxílio Emergencial. Importante: todas as pessoas que tiverem o beneficio desbloqueado vão receber o pagamento retroativo”, disse o Ministro da Cidadania, João Roma.

Pressão

Como dito, esta é a primeira vez que o Governo Federal fala abertamente sobre o assunto. E isso só está acontecendo depois de semanas de muita pressão por parte dessas mães solo. Elas se organizaram para pedir por informações.

No Instagram, por exemplo, elas chegaram a criar uma conta com mais de 4 mil seguidores. Em comum, todas essas mulheres alegam que perderam o benefício de forma injusta. O Governo Federal não se manifestou sobre esses casos.

Retroativo

Quem teve o cancelamento do benefício e logo depois passar por um retorno ao programa não precisa se preocupar. De acordo com o próprio Ministério da Cidadania, essas mães irão receber o valor retroativo dos pagamentos.

Então quem, por exemplo, perdeu a liberação da quarta parcela, vai poder receber esse dinheiro mesmo com atraso. Essa é uma regra que vale não apenas para as mães solteiras, mas para todos aqueles que passaram por um cancelamento da conta.

Auxílio Emergencial

Recentemente o Governo Federal anunciou oficialmente a prorrogação do Auxílio Emergencial por mais três meses. Com isso, os pagamentos do benefício deverão seguir até, pelo menos, o próximo mês de outubro.

O mais provável que aconteça é que Governo siga com as políticas de reanálises. Então é de se imaginar que algumas pessoas possam acabar perdendo o benefício nas próximas semanas. E nem o próprio Palácio do Planalto nega isso.

Notícias Concursos

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg
Publicidade

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade