Connect with us

destaque

Auxílio Brasil: veja como vai ser feita a seleção dos usuários

Publicado

on

O Governo Federal ainda não deu maiores detalhes sobre o novo Bolsa Família. Não se sabe, por exemplo, quais serão os valores médios do programa nem a quantidade exata de usuários que irão receber o benefício. De qualquer forma, eles definiram como irão realizar a seleção dos integrantes do projeto em questão.

E de acordo com membros do Ministério da Cidadania, que é a pasta que responde pelo programa, a base dessas seleções vai ser o Cadúnico. Então eles não irão mudar o modo de escolher os beneficiários. Será portanto algo muito semelhante ao que aconteceu no último mês de abril, quando os repasses do Auxílio Emergencial começaram.

Na época, o Governo Federal não chegou a abrir inscrições para o novo projeto. Eles usaram o Dataprev para analisar o banco de dados das pessoas que estavam no Cadúnico. A partir dali, ele acabaram selecionando cerca de 39 milhões de brasileiros para começar a receber o dinheiro das parcelas do novo programa.

Essa lógica deve se repetir agora com o Auxílio Brasil. No entanto, é provável que aconteçam algumas diferenças. No caso da seleção do programa emergencial, o Governo exigia que a pessoa precisava ter recebido as parcelas do projeto no ano passado. Provavelmente eles não irão repetir essa exigência no novo benefício.

Quem deu a informação sobre o processo de seleção do programa foi o próprio Ministro da Cidadania, João Roma. O chefe da pasta, que é responsável pelos pagamentos do benefício, deu uma entrevista para o jornalístico A Voz do Brasil. Por lá, ele acabou tirando algumas dúvidas sobre o projeto em questão.

Número de beneficiários

As semelhanças entre o Auxílio Emergencial e o Auxílio Brasil param por aí. É que o número de beneficiários dos dois programas tende a ser muito diferente. E é o próprio Governo Federal que está dizendo isso.

De acordo com o Ministério da Cidadania, cerca de 37 milhões de brasileiros estão recebendo o Auxílio Emergencial neste momento. A partir de novembro, o número de beneficiários do novo Bolsa Família deve girar em torno dos 17 milhões.

O Governo afirma que não pode manter essa quantidade de usuários por uma questão de respeito com as contas públicas. De qualquer forma, eles garantem que o novo Bolsa Família vai crescer de tamanho em relação ao que se vê hoje.

Auxílio Emergencial

Enquanto os pagamentos do novo Bolsa Família não começam, o Governo Federal está seguindo com os repasses do Auxílio Emergencial. O programa que retornou em abril, está concluindo as liberações dos saques da quarta parcela nesta semana e na próxima.

Nesta quarta-feira (11), por exemplo, é a vez de os informais que nasceram em julho irem ao banco para retirarem a quantia do quarto ciclo do programa. Quem não quiser, pode fazer isso através do app Caixa Tem ou do Internet banking.

Recentemente, aliás,  o Governo Federal anunciou a prorrogação deste benefício por mais três meses. Com isso, os pagamentos devem seguir até, pelo menos, o próximo mês de outubro. Foi portanto esta mudança de datas que empurrou o novo Bolsa Família pora novembro.

Notícias Concursos

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg
Publicidade

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade