Connect with us

destaque

Auxílio Brasil: R$ 400 vai ser o valor mínimo, e não médio. Veja o que muda

Publicado

on

O Governo Federal deverá começar os pagamentos do Auxílio Brasil a partir do próximo mês. E de acordo com informações do Palácio do Planalto, o programa vai pagar R$ 400 mensais como valor mínimo e não médio. Isso acaba fazendo toda a diferença no bolso dos usuários do projeto em questão.

Explica-se: por estarmos falando de um valor mínimo, isso quer dizer, portanto, que nenhum dos 17 milhões de usuários do programa vai receber menos do que isso. Os R$ 400 são uma base e os beneficiários irão receber pelo menos esse patamar todos os meses. Pelo menos é isso o que se sabe.

Quem confirmou essa informação foi o próprio Ministro da Cidadania, João Roma. Em tese, ele é o responsável pelos pagamentos do programa. Na declaração em questão ele disse que foi o próprio Presidente Jair Bolsonaro que pediu para que o valor subisse para este patamar, no mínimo. Então ele não quer que ninguém receba menos do que isso.

Pelo formato atual, o Bolsa Família paga esse patamar em média. Hoje, de acordo com o Ministério da Cidadania, o montante médio de repasses está na casa dos R$ 189. Isso quer dizer, portanto, que os usuários recebem algo em torno desse valor. Algumas pessoas ganham mais, outras acabam ganhando menos do que isso.

Vale lembrar que no Bolsa Família os valores não são fixados como no Auxílio Emergencial. Nesse caso, o programa temporário está pagando parcelas fixas de R$ 150, R$ 250 e R$ 375. O novo projeto que vai entrar em cena vai liberar no mínimo R$ 400. Isso quer dizer, portanto , que eles irão pagar mais do que o Governo está repassando hoje.

Derrota de Guedes

Pode-se dizer, portanto, que essa decisão é uma derrota dupla para o Ministro da Economia, Paulo Guedes. É que ele não queria pagar esse Auxílio nesse valor. E muito menos que esse patamar fosse mínimo e não médio.

De qualquer forma, o Ministro da Economia parece ter se conformado com essa decisão. Em declaração nesta quarta-feira (20), Guedes confirmou que o valor mínimo do novo Bolsa Família vai mesmo ser de R$ 400.

Ele disse ainda que o próprio Ministério da Economia está trabalhando para encontrar a melhor maneira de se fazer isso. Até aqui, pelo menos ao que parece, eles ainda não têm certeza sobre qual vai ser essa solução. O tempo para tomar esta decisão está passando.

Prorrogação do Auxílio

Mas se por um lado o valor do Auxílio Brasil foi uma derrota para Paulo Guedes, por outro uma decisão do Governo Federal foi vista como uma vitória para a ala do Ministro da Economia. Trata-se portanto da prorrogação do Auxílio Emergencial.

É que o Ministro Paulo Guedes estava trabalhando internamente para que o Governo Federal não aprovasse essa nova prorrogação do benefício. Ele vinha dizendo que isso não era necessário neste momento.

Aparentemente, ele conseguiu convencer o Palácio do Planalto a não prorrogar o projeto. Em declaração na última quarta-feira (20), o Ministro da Cidadania, João Roma, confirmou que esse benefício está fazendo o seu último pagamento neste final de mês de outubro.

Notícias Concursos

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade