Connect with us

destaque

Auxílio Brasil pode começar em breve; veja quando será as inscrições

Publicado

on

O novo Bolsa Família deve ser implementado após o encerramento do auxílio emergencial 2021. A nova medida será uma versão turbinada do atual programa de transferência de renda. Todavia, para ser incluído na folha de pagamentos, será necessário ter inscrição no CadÚnico.

De acordo com o ministro da Cidadania, João Roma, o Auxílio Brasil manterá os atuais beneficiários do Bolsa Família, sendo 14,6 milhões de famílias em situação de pobreza e extrema pobreza.

O chefe da equipe da Cidadania também informou que novos os cidadãos devem ser selecionados, assim como antes, por meio da inscrição do Cadastro Único do Governo Federal.

Desta forma, é importante que aqueles que ainda não possuem o registro se apressem para tê-lo e aqueles que já o possui, verifiquem as informações para atualizar o cadastro, caso necessário.

Em síntese, o CadÚnico é um sistema usado pelo Governo para identificar as famílias em situação de vulnerabilidade social do país. Daí, são selecionadas para políticas públicas específicas. No entanto, a regra básica para que realizem a inscrição é:

  • Possuir uma renda mensal per capita de até meio salário mínimo (R$ 550);
  • Possuir uma renda bruta mensal familiar de até três salários mínimos (R$ 3.300).

Estando dentro dessas situações, basta comparecer ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) ou Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), para realizar a inscrição. Na ocasião, o responsável familiar terá que apresentar os seguintes documentos:

  • CPF;
  • Título de Eleitor do responsável pela família.

Vale lembrar que o responsável pela família deve ter uma idade igual ou superior a 16 anos e ser, preferencialmente, do sexo feminino. Além disso, deve residir no mesmo domicílio que os demais componentes da família e apresentar um comprovante de residência. Para cada membro é preciso ter em mãos:

  • Certidão de Nascimento;
  • Certidão de Casamento;
  • CPF;
  • RG;
  • Carteira de Trabalho ou Título de Eleitor.

Veja os novos benefícios do Bolsa Família

  • Benefício Primeira Infância: Contempla famílias com crianças com até 36 meses incompletos;
  • Benefício Composição Familiar: Destinado a famílias com jovens de 18 a 21 anos incompletos, com o intuito de incentivar esse grupo a concluir ao menos um nível de escolarização formal;
  • Benefício de Superação da Extrema Pobreza: Disponibilizado as famílias que após receber os benefícios anteriores a renda mensal per capita familiar não superou a linha da extrema pobreza;
  • Auxílio Esporte Escolar: Direcionado a estudantes com idades entre 12 e 17 anos incompletos, membros de famílias beneficiárias do Auxílio Brasil e que se destacarem nos Jogos Escolares Brasileiros;
  • Bolsa de Iniciação Científica Júnior: Pago em 12 parcelas para estudantes com bom desempenho em competições acadêmicas e científicas e que sejam beneficiários do Auxílio Brasil;
  • Auxílio Criança Cidadã: Destinado ao responsável por família com criança de até 48 meses incompletos que comprove emprego formal, mas não encontre vaga em creches públicas ou privadas da rede conveniada;
  • Auxílio Inclusão Produtiva Rural: Pago por até 36 meses aos agricultores familiares inscritos no Cadastro Único.
  • Auxílio Inclusão Produtiva Urbana: Contempla beneficiários do Auxílio Brasil que conseguirem um emprego formal;
  • Benefício Compensatório de Transição: Disponibilizado as famílias beneficiadas pelo Bolsa Família que perderem parte do valor recebido após o enquadramento no Auxílio Brasil. Será concedido no período de implementação do novo programa até regularização do salário.

Notícias Concursos

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg
Publicidade

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade