Connect with us

destaque

Auxílio Brasil atenderá menos beneficiários que o Auxílio Emergencial

Publicado

on

O Governo Federal está seguindo com os preparativos para o seu novo Bolsa Família. O programa, aliás, vai mudar de nome a partir de novembro e vai passar a se chamar Auxílio Emergencial. Apesar de o texto da Medida Provisória (MP) estar no Congresso Nacional, algumas informações importantes ainda não são conhecidas.

Por esse documento ainda não dá para saber quanto o benefício novo vai pagar em média. Além disso, também não é possível descobrir ainda quantas pessoas irão receber esse dinheiro. De qualquer forma, seja qual for a decisão do Governo, já se sabe que serão menos beneficiários do que se vê hoje no Auxílio Emergencial.

De acordo com informações do Ministério da Cidadania, algo em torno de 37 milhões de brasileiros estão recebendo o dinheiro do Auxílio Emergencial neste momento. São indivíduos que estão pegando parcelas que variam entre R$ 150 e R$ 375. Pelo menos é isso o que os dados oficiais estão dizendo.

Ainda de acordo com o Ministério da Cidadania, o Bolsa Família atual paga os seus valores para cerca de 14,7 milhões de pessoas. Esse número deve subir a partir de novembro, mas segundo informações de bastidores, não deverá ser uma quantidade suficiente para ultrapassar a marca dos 37 milhões que o Auxílio Emergencial alcança.

Essa é uma informação importante porque mostra que a quantidade de pessoas que são atendidas pelo Governo Federal deverá cair a partir de novembro. No entanto, ainda é preciso esperar para saber o que o Palácio do Planalto vai dizer oficialmente sobre esse assunto. E isso só deve acontecer a partir do final de setembro.

Novo Bolsa Família

Se o Auxílio Brasil vai ser menor do que o Auxílio Emergencial, parece ser um fato. No entanto, se entende que o novo projeto vai ser maior do que o Bolsa Família atual. Pelo menos essa é a expectativa atual do Palácio do Planalto.

De acordo com informações de bastidores, o Governo quer subir o nível de pagamentos do programa. A tendência é que a média atual do projeto que é de R$ 189, passe para a casa dos R$ 300. Há, no entanto, uma ala dentro do poder executivo que quer um aumento maior para a casa dos R$ 400.

Outro ponto que também deve subir é o da quantidade de beneficiários. Como dito, o Bolsa Família atual atende algo em torno de 15 milhões, e a tendência é que o Governo insira mais 2 milhões de pessoas. No entanto, ainda falta confirmar todas essas informações.

Auxílio Emergencial

Enquanto o Palácio do Planalto não decide o que fazer com esses números, os pagamentos do Auxílio Emergencial estão seguindo normalmente. Nesta semana, aliás, eles estão fazendo os repasses da 5ª parcela do benefício.

Trata-se portanto do primeiro ciclo de pagamentos da prorrogação do programa. Vale lembrar que recentemente, o Governo Federal anunciou que vai pagar três meses adicionais do projeto para as pessoas que recebem o benefício. Como dito, são algo em torno de 37 milhões.

A ideia central do Palácio do Planalto é manter esses pagamentos até outubro. Logo depois, a partir de outubro, eles querem começar os repasses do novo Bolsa Família. Assim, pessoas que faziam parte de um dos programas podem acabar tendo o direito de entrar no outro.

Notícias Concursos

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade