Connect with us

destaque

AUMENTO no valor do auxílio emergencial em 2021

Publicado

on

O grupo político conhecido como Centrão está pressionando o Presidente Jair Bolsonaro a aumentar os valores do Auxílio Emergencial. De acordo com a colunista do Portal UOL, Thaís Oyama, deputados chegaram ao ponto de dar um ultimato ao chefe do executivo.

“Ou aumenta o valor do Auxílio ou vai perder a eleição em 2022”, teria dito um desses membros ao próprio Bolsonaro na semana passada. De acordo com a colunista, a ideia do Centrão é fazer com que o Presidente aumente o patamar do programa para a casa dos R$ 400.

Pesquisas recentes mostram que a popularidade do Presidente Jair Bolsonaro passa por um momento de crise. A gestão do Governo Federal na Pandemia do novo coronavírus, a situação da economia e o ritmo lento da vacinação parecem contribuir para este cenário.

De acordo com esses membros do Centrão, a única saída que o Presidente tem neste momento é mesmo aumentar o valor do Auxílio Emergencial. Hoje, de acordo com o Ministério da Cidadania, que é a pasta que responde pelo benefício, os valores variam entre R$ 150 e R$ 375.

Popularidade

No ano passado, quando o Governo chegou a pagar o Auxílio Emergencial no valor de R$ 600, a situação do Presidente ficou bem mais confortável. Institutos de pesquisa como Datafolha captaram uma melhora significativa da popularidade do chefe do executivo.

O Governo Federal esperava que essa situação fosse se repetir agora depois dos pagamentos do segundo ano do programa. No entanto, também de acordo com o Datafolha, isso não aconteceu. A popularidade do Presidente chegou no menor nível desde que ele chegou ao poder.

É justamente por isso que os parlamentares do Centrão querem um aumento do valor do Auxílio Emergencial. É que eleitoralmente falando, isso poderia ser bom para Bolsonaro. O Governo,  no entanto, ainda não respondeu a essa pressão desse grupo político.

Ministério

E talvez o motivo para essa demora responda pelo nome de Paulo Guedes. O Ministro da Economia disse em várias entrevistas que o país não vai aguentar um novo aumento do valor do Auxílio. Ele disse ainda que o Brasil precisa respeitar os limites de gastos, mesmo em uma situação de pandemia.

No entanto, vale lembrar que o mesmo Paulo Guedes garantiu que o Brasil não poderia retomar os pagamentos do Auxílio Emergencial. E o fato é que o país retomou, sim. Desde o último mês de abril, os repasses do Governo Federal voltaram mesmo que em valores menores.

Centrão

O Grupo político Centrão se aproximou de vez de Bolsonaro desde o início deste ano. De acordo com informações da imprensa, o Presidente buscou nesses parlamentares um apoio para eleger os seus candidatos para as presidências da Câmara e do Senado Federal.

Bolsonaro conseguiu eleger os seus dois aliados. No entanto, o Centrão quer algo em troca agora. E normalmente eles estão conseguindo o que estão pedindo. O próprio Ministro da Cidadania é João Roma, um dos representantes deste grupo. No entanto, não se sabe se o Governo vai mesmo aceitar essa pressão pelo aumento do valor do Auxílio Emergencial.

FONTE: NOTÍCIAS CONCURSOS

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

Clique aqui e siga-nos no Twitter

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de Telegram

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WPP-1024x338.jpg
Publicidade

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNISTA FOTOGRAFICO

COLUNISTA VARIEDADE

Publicidade